Quinta de Santana Merlot 2009

Quinta de Sant'Ana (Lisboa)

24,55€ + 4,00€ Envio (5 - 10 dias)

73,65€ ENVIO GRÁTIS! (5 - 10 dias)

294,60€ ENVIO GRÁTIS! (5 - 10 dias)

24,55/unidade

Envio: Portugal Vineyards Frete grátis a partir de 57,50€

Recebes 0.33 pontos por cada unidade comprada

Quinta de Sant'Ana é o produtor deste Quinta de Santana Merlot 2009 (24,55€), um vinhos tinto da DO Lisboa uvas seleccionadas de merlot de 2009 Teor alcoólico: 15º. Segundo os utilizadores da Uvinum, este tinto merece uma classificação de 4 pontos em 5.

Ficha técnica · Quinta de Santana Merlot

Tipo De Vinho: Vinho tinto
Safra: 2009 Outras safras
Denominação:Lisboa (Portugal)
Adega: Quinta de Sant'Ana
Volume: 75cl
Uvas: Merlot
Alérgenos: Contém Sulfites
Teor Alcoólico : 15%

Descrição · Quinta de Sant'Ana

Quinta de Santana Merlot 2009 (Merlot)

Maker: Quinta de Sant'Ana

DOC: Lisboa

Uvas: Merlot

Quinta de Sant'Ana

Comprar Quinta de Sant'Ana Vinhos:

Mais opniões sobre Quinta de Santana Merlot 2009

Publicado em às 20.12

4 /5

Provei em um jantar de fim de curso.
Aparentemente rubi, tinha reflexos mais intensos. Apetitoso aroma a café e toffee. Muito leve na boca.
Bebi só.

Resumo das pontuações

(1 opniões)
  • 5 estrelas
    0
  • 4 estrelas
    1
  • 3 estrelas
    0
  • 2 estrelas
    0
  • 1 estrela
    0
sua pontuação:
Pontuação Uvinum:

4/5

Baseado em 1 comentários »

Opiniões sobre outras colheitas

Opinião sobre Quinta de Santana Merlot 2012

Portugal Vineyards
Portugal Vineyards

4/5

16,5 pts Revista de Vinhos - Este vinho apresenta um nariz muito intenso, com notas de frutos silvestres, hortelã e eucaplito. Na boca estas notas permanecem presentes adicionando pequenos toques de chocolate. O final é mineral, com bons taninos.
Garrafeira Nacional
Garrafeira Nacional

4/5

Quinta do Gradil, considerado como uma das propriedades mais antigas, se não a mais antiga, parte do Cadaval Município, tem um fundo histórico secular e forma um marco arquitetônico significativo. As referências documentais encontrada sobre Quinta do Gradil voltar para o fim do século 15, em um documento real. Em 14 de Fevereiro de 1492, a data do documento, D. Martinho de Noronha recebeu de D. João II uma carta de doação da jurisdição e rendas do Município de Cadaval e Quinta do Gradil. Por ocasião da ascensão de D. Manuel I ao trono Português, e suas ações em favor dos membros da Casa de Bragança, foi feita referência à Quinta do Gradil na confirmação da doação feita por D. Manuel I para Álvaro de Bragança, irmão mais novo do 3º duque de Bragança, D. Fernando II, que foi condenado a ser decapitado por traição por D. João II em 1483. Quinta foi adquirida pelo Marquês de Pombal, por ocasião do movimento que, de 1760 , levou à ocupação de terras municipais. estabeleceu-se que ele já estava envolvido no cultivo de vinhas na época, um fato que deve ter sido o fator decisivo para o estadista responsável pela criação da Companhia das Vinhas do Alto Douro, a empresa de vinhos Douro produzindo. Ele continuou como uma posse da família até meados do século 20, quando foi comprado por Sampaio de Oliveira. Então, no final da década de 1990, o atual proprietário, Luís Vieira, adquiriu esta propriedade. Os edifícios históricos incluem um palácio pombalina, uma capela, um moinho, um celeiro, um aqueduto de pedra, uma ou casa de água "Mãe de Água", um tanque de água ea adega imponente.

Top Vendas Lisboa