Etiqueta: vinho português

5 bons bares para beber vinho em Lisboa

Lisboa converteu-se em uma das cidades de visita obrigatória nos últimos tempos. A arte, a excelente gastronomia e as ruas repletas de vida são alguns dos principais pontos turísticos. Mas é preciso não esquecer que Portugal também é território de grandes vinhos. Por isso, deixamos um convite para conhecer alguns dos melhores bares de vinhos em Lisboa. Encontre o seu e tome nota para a sua próxima visita à capital!

Vestigius

Localizado numa antiga adega, o Vestigius é muito mais do que um bar de vinhos; oferece um vasto programa de actividades culturais para passar um bom bocado enquanto saboreamos bons vinhos e bons pratos de cozinha nacional e internacional.

O Vestigius fica na zona do Cais do Sodré e tem uma fabulosa esplanada com vista privilegiada sobre o Rio Tejo. O sítio ideal para conversar sobre ideias à volta de um bom vinho ou de um cocktail.

The Old Pharmacy Wine Bar

O que podem ter em comum uma farmácia e vinho? Há quem diga que em ambos se encontra alívio às dores… Neste caso, trata-se da Old Pharmacy Wine Bar, uma antiga farmácia convertida em bar de vinhos. Um sítio delicioso que oferece cerca de 200 referências de vinhos de origem portuguesa, e que pode acompanhar com uma selecção de queijos, presunto e outras iguarias adequadas. É um dos bares mais atraentes de Lisboa, onde pode mergulhar de cabeça no apaixonante mundo dos vinhos portugueses. Se por acaso a alma do visitante procura algo menos embriagante, o The Old Pharmacy Wine Bar também oferece um espaço para tomar café e chás.

Winebar do Castelo

Se é um verdadeiro amante do vinho, este é um dos bares de vinhos com visita obrigatória em Lisboa. O Winebar do Castelo situa-se numa das colinas da cidade, a do Castelo de S. Jorge, no centro histórico. A selecção de vinhos, bastante interessante, vai variando e há sempre lugar para os portos de colheita. O Winebar do Castelo também organiza provas dirigidas, uma ideia interessante para conhecer os vinhos portugueses mais a fundo, e oferece pratinhos de queijos e charcutaria para acompanhar os vinhos. Bastante recomendável!

By the Wine

É um dos bares de vinhos mais conhecidos da cidade, pois trata-se da loja-conceito de José Maria da Fonseca, uma das empresas de vinho mais conhecidas no país. No By the Wine pode encontrar todos os vinhos desta famosa adega, assim como uma variada oferta de tapas, incluindo presunto de Guijuelo. Em pleno coração de Lisboa, o By the Wine também cativa pela sua arquitectura interior. Uma excelente opção para comer, beber bons vinhos e gozar de um agradável ambiente.

Tasca do Chico

Nesta selecção de bares de vinhos em Lisboa, não podia faltar o fado. A Tasca do Chico, é uma taberna para beber vinho, comer qualquer coisa e, especialmente, ouvir fado. É um sítio com encanto, embora um pouco pequeno, onde o mais recomendável é beber um copo de vinho ou beber algo ao ritmo melancólico de uma música que, tal como o bom vinho, chega até à alma.

Festival Vinho ao Vivo

 TAGS:undefined

O Vinho ao vivo nasceu numa tarde quente de 2010, nas margens do Rio Tejo em Belém, entre música, gastronomia e provas de cerca de 120 vinhos. O êxito deste evento, em que participam vários produtores europeus, teve como consequência uma repetição anual de sabores em descobrimento. 

A 6ª edição do Festival Europeu do Terroir Vinho ao Vivo irá decorrer nos dias 3 e 4 de Julho na Esplanada à Margem, na Doca do Bom Sucesso.
São aproximadamente 40, os produtores independentes que integram esta selecção empenhada em demonstrar que a cultura do vinho se encontra bem viva e faz parte do património europeu natural e humano.

Na sua maioria, os vinhos representados são de pequenas produções, algumas das quais de agricultura biológica e agricultura biodinâmica, mas todos eles orgulhosos da sua autenticidade e qualidade e com respeito pelo local, pela tradição e contexto em que a vinha se desenvolve, o terroir, pois então.

Os produtores vêm de Portugal, Itália, França e Espanha. Os produtores portugueses presentes neste Festival são 20, desde o Minho ao Douro e ao Dão, passando por Leiria, Lisboa e Colares, até à Bairrada e ao Alentejo.

A representação espanhola é feita por duas adegas galegas; a Quinta da Muradella, em Monterrey, do produtor José Luís Mateo, defensor de castas esquecidas como a Doña Blanca ou a Monstruosa de Monterrey e as Adegas Nanclares, de Cambados, nas Rias Baixas, inevitavelmente unida à produção de alvarinho e aguardentes.

São muitas e variadas as surpresas líquidas acompanhadas de gastronomia ao vivo e cozinheiros de diferentes países que preparam pratos em tempo real enquanto prova 250 vinhos ao som de jazz e música do mundo entre outras.

O Vinho ao vivo reúne produtores, amadores e apreciadores que celebram a existência do vinho num evento independente produzido pela Goliardos e pela Esplanada À Margem.

Os bilhetes podem ser comprados aqui.

Enquanto espera pelos primeiros dias de Julho e pelos sabores do Festival pode refugiar-se nas recomendações da Uvinum:

 

 TAGS:Vale da Capucha Branco Blend 2011Vale da Capucha Branco Blend 2011

Vale da Capucha Branco Blend 2011: Fruto da união das castas Arinto, Gouveio e Fernão Pires.

 

 

 TAGS:Colares Viúva Gomes 50cl 2011Colares Viúva Gomes 50cl 2011

Colares Viúva Gomes 50cl 2011: Branco, com Malvasia de Colares.

 

 

O vinho português à conquista da China

 TAGS:undefined

Actualmente, Portugal é o quinto fornecedor europeu nos vinhos importados pela China, e, daqui a uma década, talvez seja a “próxima tendência” para os apreciadores de vinho chineses.

“O vinho português está na moda” e neste âmbito, “Portugal é cada vez mais popular”, comunicou à Agência Lusa, Cátia Moura, gerente da Associação ViniPortugal para a Ásia, uma associação interprofissional do sector vitivinícola , que tem por objectivo promover a imagem de Portugal como produtor de vinho. “Dentro de 10 anos teremos a oportunidade de ver mais vinhos portugueses nos restaurantes chineses. É aquilo em estamos a trabalhar”, acrescentou Cátia Moura no decurso de uma conferência em Beijing. Este é o primeiro dos lugares que irá visitar na campanha promocional em quatro cidades chinesas, organizada em parceria com a Associação Chinesa de Importadores e Exportadores de Vinhos e Licores.

Segundo as contas da ViniPortugal, entre 2008 e 2013, as exportações de vinho português para a China aumentaram de 1,8 milhões de euros para 14 milhões de euros.

A lista de exportadores de vinho para a China é encabeçada pela França e seguidamente Espanha, Itália, Alemanha e Portugal, este último em clara tendência de crescimento.

Em relação ao consumo de vinho na China, continua a aumentar, graças à modernização do país. O consumo per capita chinês, não atinge 1,5L, comparativamente a Portugal, que se sirua em cerca de 40L.

 TAGS:Varal Branco 2013Varal Branco 2013

Varal Branco 2013

 

 

 TAGS:Marques de Borba 2013Marques de Borba 2013

Marques de Borba 2013

 

 

Foto: Uvinum e Steve Webel