Etiqueta: vinho para cozinhar

Porque se utiliza vinho para cozinhar? Qual é o mais recomendável?

Já há muito que o vinho é utilizado para cozinhar, sendo um modo de intensificar o sabor de todo o tipo de pratos. Ainda que muitos pensem que devemos recorrer ao vinho mais barato e de menor qualidade, a verdade é que este não é o procedimento mais recomendável. Vamos explicar-lhe quais são os melhores vinhos para cozinhar e porquê.

 

Quais são os vinhos para a cozinha

Melhor qualidade. Devemos fugir dos vinhos baratos para cozinhar. Do mesmo modo que não nos sentimos inclinados a bebê-lo, um bom prato também se pode ver prejudicado com a sua presença.

Mais um ingrediente. Para não desperdiçar um bom vinho, ao cozinhar, devemos ter consciência que este é mais um ingrediente de uma determinada receita e, como tal, devemos seguir as proporções estabelecidas.

Harmonização perfeita. Nem sempre se escolhe o vinho perfeito para cozinhar. Mas claro que não há regras; é preciso experimentar e criar, provar vários vinhos, receitas, dar sabor e apostar por aquele que nos fornece o sabor que procuramos.

Vinhos tintos. Ideais para estufados, guisados e carnes de sabor intenso. São recomendáveis os Merlot, Pinot noir, Tempranillo, Cabernet sauvignon e Syrah ou Monastrell.

Vinhos brancos. São mais ácidos e, preferivelmente, aromáticos e frutados. Vão bem com os guisados de peixe e as carnes brancas, que também aceitam um rosé.

Vinhos brancos doces. Pode reservar este tipo de vinhos para molhos doces. É bom lembrar que se trata de um ingrediente protagonista nos molhos, logo, é necessário cuidado com os vinhos muito fortes.

Receitas picantes. Em pratos de sabores mais intensos são recomendáveis os tintos novos, ou vinhos brancos aromáticos como o Gewurztraminer, Riesling e o Viognier.

Xerez. Este tipo de vinho é muito utilizado na cozinha, especialmente na harmonização com sopas e guisados de carne.

Vinhos novos ou de guarda. Como já foi dito, vão bem com carnes e peixe. Também são especialmente aconselháveis para os legumes, e pode reservar os vinhos envelhecidos para as carnes de cabrito e boi.