Etiqueta: vinho espumante

Vinho e fast food: combinação possível?

Quem disse que uma piza ou um cachorro-quente não podem ser combinados com um bom vinho? Exactamente! Não é necessariamente verdade que o vinho só acompanhe os grandes pratos; é possível harmonizar um número quase infinito de alimentos e preparações.

Quem o diz é Nicolás Boise, escanção do restaurante Mugaritz, numa recomendação feita ao jornal El País sobre a possibilidade de casar fast food e vinho.

Quais os vinhos que permitem esta união? Depende dos ingredientes, evidentemente. Em relação ao cachorro-quente, será escolhido de acordo com o tipo de salsicha, os molhos, a mostarda, e outros ingredientes.

O hot dog clássico (com mostarda e ketchup) é bastante recomendável ser acompanhado por vinhos brancos tipo Gewürztraminer. Se lhe adicionarmos cebola bem frita, então o rosé e os espumantes podem ser uma boa opção.

Vinho e Piza!!

A cerveja não é a única bebida que pode acompanhar uma piza; se vinho é aquilo que pretende, escolha um rosé ou um tinto jovem. Se a piza leva anchovas acompanhe com vinho branco para equilibrar os sabores, e se se trata de churrasco, um tinto encorpado como um Merlot, por exemplo, será uma boa opção.

As sobremesas de chocolate são o mais fácil, já que são boas aliadas de muitíssimos tipos de vinho. A verdade é que, hoje em dia, se efectuam muitas provas de vinho e chocolate, que potenciam os sabores. Recomendável? Vinhos tintos.

Para um prato com muitas especiarias, como o kebab por exemplo, a melhor combinação é com um vinho intenso com bastante paladar. Para os hambúrgueres, os tintos são os preferidos.

As tapas vão bem com brancos, espumantes, tintos…tudo depende dos ingredientes…

3 filmes em que o Champanhe é protagonista

 TAGS:undefinedTal como uma taça de bom champanhe, a sétima arte constitui um prazer para os sentidos, e a verdade é que esta bebida já gozou alguns momentos de glória no grande ecrã. Existem pelo menos 3 filmes de referência em que o Champanhe actuou como protagonista.

James Bond: Já é um clássico no Reino Unido, e talvez também no mundo inteiro. O glamour e a exclusividade estão presentes em cada um dos filmes da saga, portanto, não podia faltar o Champanhe. O nosso espião tem bom gosto: Bollinger e Dom Pérignon, pois claro!

Champagne: Evidentemente que este filme tinha que estar na lista. A famosa obra do realizador Alfred Hitchcock, um filme mudo que decorre nos anos 20, conta-nos a história de uma rapariga que gozava de uma boa vida devido ao negócio do seu pai; o champanhe. O início e o final de este filme é constituído pela conhecida imagem de uma grande taça de champanhe, uma imagem copiada inúmeras vezes ao longo do percurso cinematográfico.

O Grande Gatsby: Do cinema actual, existe esta versão baseada na obra de F. Scott Fitzgerald, em que Leonardo DiCaprio desempenha o papel protagonista: Gatsby. O champanhe estava presente em todas as grandes festas representadas no filme, já que não podia faltar espumante nas diversões da época. Ainda que o livro de Scott Fitzgerald não mencione nunca qualquer tipo de Casa ou marca específica, os guionistas do filme de 2013 decidiram adoptar a marca Moët & Chandon, que aparece ao longo de todo o filme. No fundo, são mais de 2h de publicidade à casa francesa.

“Muito de seja o que for talvez seja mau, porém, muito champanhe é exactamente aquilo que se necessita”.

 

 TAGS:Moët & Chandon Brut ImpérialMoët & Chandon Brut Impérial

Moët & Chandon Brut Impérial

 

 

 TAGS:Moët & Chandon Ice ImpérialMoët & Chandon Ice Impérial

Moët & Chandon Ice Impérial

Cocktails com espumantes: cada vez melhores

 TAGS:undefinedSempre será um prazer tomar um bom cocktail durante um entardecer, de preferência num terraço junto ao mar e entre o pôr-do-sol e uma merecida companhia.

É muito habitual associar imediatamente a palavra cocktail ao whisky, rum, vodka ou gin, e sumo de fruta. Mas a verdade é que tudo se modifica, em Espanha, por exemplo, cresceram os cocktails de cava com vinhos espumantes, e segundo um inquérito efectuado pelo Grupo Codorníu Raventós, esta é uma “moda” que percorre os consumidores dos 18 aos 65 anos.

O Grupo Codorníu diz que: os espanhóis preferem saborear os seus cocktails durante o Verão e a preferência vai para o rum e o whisky, ainda que o cava já tenha subido para o terceiro lugar, ultrapassando os cocktails feitos com gin e tequila. Actualmente, 56% dos consumidores prefere um cocktail “clássico”, e 44% prefere provar bebidas novas, como aquelas que são feitas com cava; um valor estatístico que parece estar a ganhar terreno.

A combinação preferida dos inquiridos inclui cava e sumos de frutas, ainda que outros cocktails, mais exóticos, levem especiarias ou mel e sejam igualmente uma preferência ascendente.

Hoje em dia, qualquer cocktail pode ser preparado em casa, devido à enorme facilidade para encontrar os utensílios e complementos necessário para que sejam “quase profissionais”. No entanto, muitos ainda preferem sair e beber um copo com os amigos, seja em bares pequenos, especializados ou com um espaço chill out.

O mais importante, é saborear um bom cocktail de cava e em boa companhia : )

 TAGS:Recaredo Terrers Brut Nature Gran Reserva 2009Recaredo Terrers Brut Nature Gran Reserva 2009

Rinho espumante das adegas Raimat com Denominação de Origem Cava. Castas: Xarel·lo, Parellada, Macabeo e Chardonnay de 2009.12º de graduação alcoólica.

 

 

 TAGS:Raimat Chardonnay BrutRaimat Chardonnay Brut

Raimat Chardonnay Brut: vinho espumante das adegas Raimat com Denominação de Origem Cava e uma selecção de uvas Pinot noir e Chardonnay. 12º de graduação alcoólica. 

 

O personal shopper da Uvinum responde: Que vinhos biodinâmicos recomendas?

 TAGS:undefinedOs vinhos biodinâmicos encontram-se em ascensão, a atenção que se lhes dedica traduz-se no número de eventos e no crescimento do interesse dos consumidores por este tipo de vinhos. Os clientes da Uvinum, evidentemente, não são excepção e, na verdade, uma das consultas mais recentes, colocadas ao nosso personal shopper diz respeito a recomendações de vinhos biodinâmicos disponíveis na Uvinum.

Deste modo, queremos aproveitar a publicação de hoje para expor as recomendações do nosso personal shopper e para que os nossos leitores saibam um pouco mais sobre estes vinhos e tenham um ponto de referência para poder começar a descobri-los.

 TAGS:undefined

O que são os vinhos biodinâmicos?

Tal como explicou a nossa colega Eli, numa publicação de Abril de 2014, os vinhos biodinâmicos procedem da agricultura biodinâmica, um conceito antigo, no qual se considera a vinha ou o terreno como um ser vivo onde se utiliza a menor tecnologia e tratamentos possível.

O objectivo é o de que a vinha desenvolva o seu próprio processo imunitário contra doenças, micróbios e insectos. Como? Fomentando os microrganismos e a biodiversidade, tendo em conta as energias naturais, seguindo um calendário biodinâmico (lunar) e utilizando preparados biodinâmicos.

Recomendações da Uvinum:

 TAGS:Vi de Lluna 2007Vi de Lluna 2007

Vi de Lluna 2007 é um vinho de Mas Estela com Denominação de Origem do Empordà, elaborado com as castas Grenache negra e Syrah de 2007. Graduação alcoólica – 15º.

 

 

 TAGS:Planetes de Nin 2011Planetes de Nin 2011

Planetes de Nin 2011: Vinho tinto com Denominação de Origem Priorat, elaborado com Grenache negra e Cariñena de 2011.

 

 

 TAGS:Recaredo 2008Recaredo 2008

Recaredo 2008: Espumante com Denominação de Origem Cava, elaborado com Xarel·lo e Parellada de 2008. Graduação alcoólica – 12º. Costuma acompanhar peixe azul e paelha, entre outros.

 

 

França

 TAGS:Marcel Deiss Grasberg 1Er Cru Blanc 2009Marcel Deiss Grasberg 1Er Cru Blanc 2009

Marcel Deiss Grasberg 1Er Cru Blanc 2009: Marcel Deiss elabora Marcel Deiss Grasberg 1Er Cru Blanc 2009, um vinho branco com Denominação de Origem da Alsácia da colheita de 2009.

 

 

 TAGS:Domaine de la Pinte Arbois Vin Jaune 62cl 2005Domaine de la Pinte Arbois Vin Jaune 62cl 2005

Domaine de la Pinte Arbois Vin Jaune 62cl 2005: Um vinho branco com Denominação de Origem de Vins de Savoie.

 

 

Domaine de la Pinte Arbois Vin Jaune 62cl 2005
Um vinho branco com Denominação de Origem de Vins de Savoie.

 TAGS:Domaine Gourt de Mautens Blanc 2012Domaine Gourt de Mautens Blanc 2012

Domaine Gourt de Mautens Blanc 2012: Domaine Gourt de Mautens Blanc 2012
Domaine Gourt de Mautens elabora este vinho branco com Denominação de Origem de Côtes Du Rhône e colheita de 2012.

 

 

Alemanha

 TAGS:Wittmann Westhofener Kirchspiel Riesling Grosses Gewächs 2013Wittmann Westhofener Kirchspiel Riesling Grosses Gewächs 2013

Wittmann Westhofener Kirchspiel Riesling Grosses Gewächs 2013: Vinho branco com Denominação de Origem de Rheinhessen elaborado com Riesling de 2013.

 

 

 TAGS:Walter Riesling Pündericher Marienburg Trocken 2013Walter Riesling Pündericher Marienburg Trocken 2013

Walter Riesling Pündericher Marienburg Trocken 2013: Vinho branco com Denominação de Origem Mosel, das adegas Weingut Walter e com as melhores uvas Riesling de 2013 – Graduação alcoólica 12.9º.

 

 

Itália

 TAGS:Cascina Degli Ulivi Bellotti Rosso 2013Cascina Degli Ulivi Bellotti Rosso 2013

Cascina Degli Ulivi Bellotti Rosso 2013: Vinho tinto com Denominação de Origem de Barbaresco, colheita de 2013.

8 motivos para beber uma taça de espumante

 TAGS:undefined

Seja nas celebrações mais populares como em momentos pontuais, os espumantes estão sempre presentes quando há motivo para brindar. As suas borbulhas e o sabor inconfundível, entre muitas outras características, são algumas das razões para saborear uma taça de espumante. Hoje, apresentamos 8 motivos para que a bebas. Brindamos?

1. Motivo de celebração. Cada vez que brindamos com espumante existe um motivo para celebrar. É habitualmente a bebida por excelência, tanto nos encontros familiares como nos momentos mais íntimos e mesmo em algumas reuniões de trabalho.
2. Benefícios para a saúde. Sempre que bebidos com moderação, o cava, o champanhe e o vinho espumante *oferecem uma série de benefícios para a saúde* já que fazem parte da dieta mediterrânica. Um copo de espumante faz bem ao coração e previne diferentes doenças.
3. Fonte de juventude e beleza. Uma das razões para beber uma taça de espumante é o facto de conter antioxidantes, que geralmente melhoram o estado da nossa pele, deixando-a macia, o espumante hidrata a pele e gera ácido hialurónico.
4. Perfeito para harmonizar. O espumante pode acompanhar toda a refeição e não apenas as sobremesas como manda a tradição. Resultado da combinação de uvas de qualidade cuidadosamente escolhidas para a sua elaboração, *harmoniza perfeitamente com diferentes tipos de alimento*.
5. Sabores doces. Aqueles que não estão habituados a beber vinho, encontrarão no *espumante um sabor doce*, frutado e suave que facilmente se pode converter no substituto do vinho tradicional.
6. Diversas variedades. Tal como acontece com os vinhos tradicionais, *os espumantes também apresentam uma grande variedade de categorias* ? Brut, Reserva, Meio-seco… podem ser escolhidos segundo gostos, preferências e refeições.
7. Denominações de Origem. Procedem de lugares de renome, com qualidade e Denominação de Origem, o que nos oferece a garantia da sua elaboração, sempre classificado segundo a zona de produção.
8. Elegância e romantismo. Uma taça de espumante é sinónimo de festa, mas também de *elegância, momentos íntimos e românticos*, já que a sua história passa por um elevado preço no passado, aliado a um estilo de vida luxuoso e boémio.

Se o espumante não for uma das tuas bebidas preferidas, talvez a partir de agora o vejas de outro modo, portanto, não percas as nossas recomendações!

 

 TAGS:Juvé y Camps Reserva de la Familia 2010Juvé y Camps Reserva de la Familia 2010

Juvé y Camps Reserva de la Familia 2010 é um cava fresco e de sabor longo, com uma espuma muito cremosa. Um clássico essencial.

 

 

 TAGS:Follador ProseccoFollador Prosecco

Follador Prosecco ? O seu nome peculiar é um apelido familiar, Follador, dedica-se à elaboração destes Proseccos tradicionais de uva Glera há várias gerações. Leve, frutado e equilibrado, tanto como para ser saboreado com um bom aperitivo.

 

 

 TAGS:Aviva PlatinumAviva Platinum

Aviva Platinum é um vinho espumante com Denominação de Origem Vinos sin DO (Espanha) da Adega Torre Oria elaborado com moscatel e 7º de graduação alcoólica.

 

 

 TAGS:Moët & Chandon Brut ImpérialMoët & Chandon Brut Impérial

Moët & Chandon Brut Impérial, cuvée emblemático. A marca mais vendida em todo o mundo, um champanhe de borbulhas finas, aromático, fresco, intenso e elegante.

 

Quando produzir um espumante vintage?

 TAGS:undefined

Quando nos referimos a espumantes vintage, ou seja, elaborados com uvas 100% procedentes da mesma colheita, ao contrário dos denominados ?non-vintage?, em que se utilizam uvas de diferentes colheitas, o mais importante é que este vinho seja um reflexo da personalidade da uva, do território, e inclusive do próprio produtor de vinho e das características climáticas concretas desse ano.

Este facto permite que os responsáveis das adegas possam dar largas à sua criatividade sem sentir-se atados àquilo que se exige quando se trata de elaborar um produto que mistura várias colheitas e que, tradicionalmente, pretende obter resultados consistentes num mercado tão exigente como é o do *vinho espumante de qualidade*.
A questão, é que o desafio de um espumante vintage é sempre diferente e depende das características da colheita. Em primeiro lugar, nem todos são bons anos para elaborar um vintage.

O tipo de uva, é também um factor extremamente importante, que implica que o empenho investido nesta elaboração, seja compensado, e que sejam obtidas boas colheitas em todas as variedades que se necessitam para criar um vintage multivarietal.

Tanto é assim, que algumas das adegas com mais reputação, produzem apenas espumantes vintage algumas vezes durante uma década, o que normalmente coincide com colheitas extraordinárias. Estas, segundo os peritos, são colheitas consequência de anos quentes ou moderadamente quentes, ainda que sempre existam excepções nas actividades relacionadas com a climatologia e a Natureza e exactamente por essa razão, a elaboração de um espumante vintage seja uma verdadeira arte.

 TAGS:Botani EspumosoBotani Espumoso

Botani Espumoso: um espumante de Málaga, doce e cremoso

 

 TAGS:Moët & Chandon Brut ImpérialMoët & Chandon Brut Impérial

Moët & Chandon Brut Impérial é uma cuvée emblemático. A marca mais vendida no mundo, um champanhe com bolhas finas, frutados, frescos, intensos e elegantes.

Como servir Cava

 TAGS:Considerada como uma das bebidas preferidas das mulheres e para servir em reuniões importantes, o cava é gasoso e delicioso quando servido na sua temperatura ideal, seja como aperitivo ou como acompanhante de um jantar ou sobremesa. 

Ao servir cava ou champanhe podes sempre ter em conta qual o melhor modo de o fazer para que os possas saborear ao máximo. A temperatura ideal para servir cava está entre os 7º e os 12ºc, quando servido com frio em excesso perdem-se os sabores. A forma correta de segurar o copo ou taça, é pela base para evitar alterar a temperatura e como tal, o seu sabor.

Servir Cava

A forma de segurar a garrafa de cava é uma das coisas importantes que deves saber; a garrafa de espumante possui uma fenda na base para que aí possas colocar o teu dedo polegar e assim servi-lo lentamente de modo a garantir a presença do gás.

Provar vinho espumante
Ao provar Cava, Champanhe ou qualquer outro vinho espumante como o Reymos, deves ter em conta as três fases da experiência:

  • Visual: É onde se podem apreciar as borbulhas que se formam, chamadas ?Perlage?, quanto mais pequenas e abundantes forem estas borbulhas maior será a qualidade. Também a coroa de espuma que se forma e a cor do espumante ao colocar o copo contra um fundo branco são factores visuais a considerar.
  • Olfativa: Nesta fase podes apreciar as notas de flores e frutos presentes no cava. Não precisas de agitar o copo, basta simplesmente cheirar.
  • Gustativa: Poderás apreciar a qualidade das borbulhas, averiguar se são cremosas, gasosas ou finas, além de, evidentemente, confirmar os sabores.

Pretendes comprar cava neste Natal? Então aqui fica a nossa recomendação:

 TAGS:Champagne Ruinart R Ruinart BlancChampagne Ruinart R Ruinart Blanc

Champagne Ruinart R Ruinart Blanc

 

 

 TAGS:Freixenet Elyssia RosadoFreixenet Elyssia Rosado

Freixenet Elyssia Rosado