Etiqueta: uvinum

Feliz Natal (e feliz vinho)!

 TAGS:undefinedFinalmente, já é Natal! Chegou o momento de abrir o cava e o champanhe, decantar os vinhos de reserva (não te esqueceste de os guardar no sítio adequado, pois não?) e brindar por umas boas festas, ainda que seja com a camisola da rena que a tua sogra ou a tua mãe te ofereceram…

Sim, chegou o momento de pensar em todas as coisas boas que aconteceram nestes 12 meses e de o celebrar com a família e com os amigos.

Pela nossa parte, esperamos ter contribuído para que o teu ano fosse um pouco mais feliz, com aquilo de que mais gostamos: o vinho. Depois de 6 anos online, estamos felizes de continuar a ajudar-te a descobrir novidades, os bons vinhos, os mais premiados e sempre, sem esquecer, a melhor opção ao melhor preço, de acordo com as tuas necessidades.

Além de mais, este ano quisemos animar as festas com várias iniciativas novas, esperamos que te tenham ajudado a conseguir os melhores vinhos, champanhes e destilados para partilhar e saborear, à mesa com os teus. Como exemplo destas iniciativas, podemos dizer que lançamos o nosso Especial de Natal e trabalhamos realmente muito, para te poder oferecer uma taxa fixa de envio

Ah, e mais! Também fomos um pouco geeks com o nosso Wine Wars (ainda não escolheste um dos lados da força vinícola?) É que o espírito de Natal, a estreia de Star Wars, em suma; o despertar da Força, arrastaram-nos até à galáxia… (não esquecer que para além do vinho, adoramos tecnologia).

De modo que, depois deste pré-Natal tão intenso e para não te roubarmos mais tempo, queremos dizer-te que: Nico, Albert L., Albert G., Vero, Ben, Ana, Óscar, Fran, Audrey, Pablo, Eduard, Marcos, Javi, Sandra, Francesca, Giovanni, Roberto, Sara, Miguel, Maria, Pri, Elisabeth, Johanna, Rafa e Cèlia te desejam FESTAS FELIZES e que o ano novo, que já está à porta, te traga o melhor! Saúde e Vinho (se recebeste a camisola da rena podes beber 2 copos ou mais, nós compreendemos…: ) !

 

 

 

 

 

 

Determinar a idade de um vinho através da radioactividade

 TAGS:undefined

Os cientistas da Universidade da Califórnia, em Berkley, começaram a trabalhar no aperfeiçoamento dos métodos para determinar a idade do vinho através de estudos de radioactividade. Peter Hosemann, professor no departamento de engenharia nuclear desta universidade, explicou que o elemento radioactivo cesio 137 se encontra no meio ambiente em quantidades reduzidas.

Esta pesquisa sobre a presença de radioactividade começou a ser desenvolvida em todos os vinhosdesde 1945, a partir do ano em que foi realizada a primeira prova de armas nucleares. Sobre o cesio 137, Hosmann esclarece: Provém das provas nucleares e encontra-se presente no solo, portanto existe a possibilidade de que penetre nas plantas e nos frutos através das raízes. No caso do vinho, a pequena quantidade que chega até às uvas fica aprisionada no líquido durante o engarrafamento. Pelo que se torna necessário confirmar ou rejeitar a presença do elemento radioactivo antes que chegue ao consumidor. Provavelmente, todo o vinho engarrafado a partir de 1945, seja vinho tinto‘ ou branco, contenha vestígios dos isótopos.

Os investigadores da Universidade de Agricultura de Atenas, em 2012, elaboraram um documento sobre a delimitação das origens geográficas dos alimentos através da análise de elementos no solo (como as partículas radioactivas) e estão de acordo com a efectividade da técnica utilizada por Hosmann. As análises químicas começaram por ser feitas em diferentes produtos; tomate, produtos lácteos e mel, entre outros, para determinar a sua origem geográfica. Os cientistas acreditam que estas técnicas constituem um modo eficaz de lutar contra a fraude dos alimentos e bebidas exóticos. Um documento de 2013, publicado pela revista Food Chemistry, afirma: ”A análise dos isótopos dos elementos principais torna este método bastante sólido e converte-o numa prova fiável de falsificação, já que, deste modo, a modificação artificial é extremamente difícil”.

Resumindo, agora, através das provas de radioactividade, sabemos que existe um método para determinar a idade, legitimidade e origem geográfica do vinho, o que confere uma maior garantia de segurança aos consumidores na aquisição de produtos e sobretudo em relação aos vinhos mais valiosos.

Dois grandes vinhos anteriores a 1945 e sem radioactividade 🙂

 

 TAGS:Barons de Rothschild (Lafite) 2009Barons de Rothschild (Lafite) 2009

Barons de Rothschild (Lafite) 2009, m vinhos tinto com D.O. Bordeaux das adegas Domaines Barons de Rothschild (Lafite) da vendimia de 2009. 

 

 

 TAGS:Quinta do Vale Meão 2011Quinta do Vale Meão 2011

Quinta do Vale Meão 2011 das adegas Quinta do Vale Meao: um vinhos tinto de D.O. Douro a base das castas touriga Franca e tinta Roriz de 2011 e 14.5º de álcool en volume.

 

Ovos escalfados com molho de vinho

 TAGS:undefined

O prato de ovos escalfados é sempre uma boa escolha de entrada, para servir em qualquer época do ano numa refeição em casa. É uma receita fácil de preparar e o toque delicado do molho de vinho promete deleitar o paladar.

Ingredientes:

  • Água
  • 3 chalotas
  • 4 ovos
  • 1 colher de sopa rasa de farinha
  • 100gr de margarina
  • 1 colher de sopa de sumo de limão ou vinagre
  • 3/4 de litro de *vinho tinto*
  • Tomilho
  • Salsa
  • Loureiro
  • 100 gr de queijo parmesão
  • 1 fatia de pão de forma para cada ovo escalfado
  • Sal
  • Pimenta

Elaboração:

Passo 1: Colocar a margarina fora do frigorífico para que esteja macia quando a necessitarmos.
Passo 2: Descascar as chalotas e cortar em pedaços pequenos, depois colocar numa panela com uma parte do vinho tinto, o tomilho, a salsa e o loureiro e deixar ferver até que o líquido se reduza a metade.
Passo 3:Deixar ferver 1l de água com a colher de sumo de limão ou vinagre.
Passo 4: Abrir os ovos com cuidado e deixa-los cair na água quando estiver a ferver.
Passo 5: Com a ajuda de uma escumadeira, cobrir a gema com a clara delicadamente.
Passo 6: Cozinhar durante 3 minutos e retirar os ovos com a escumadeira.
Passo 7: Mistura a farinha com uma parte de margarina num recipiente até formar uma pasta.
Passo 8: Dissolver a pasta já referida em 3 colheres de vinho com sal e pimenta e espessar o molho numa panela a fogo baixo.
Passo 9: Retirar o molho do fogo, juntar a restante margarina em pedaços e misturar lentamente.

Para servir cobrir os ovos com o molho de vinho e adornar com triângulos de pão fritos e cobertos de queijo parmesão.

Para esta receita hoje recomendamos:

 

 TAGS:Alvaro Castro Dao Alvaro Castro Tinto 2012Alvaro Castro Dao Alvaro Castro Tinto 2012

Alvaro Castro Dao Alvaro Castro Tinto 2012

 

 

 TAGS:Vinhos Bacalhoa Meia Pipa Tinto Private Selection 2012Vinhos Bacalhoa Meia Pipa Tinto Private Selection 2012

Vinhos Bacalhoa Meia Pipa Tinto Private Selection 2012

 

Google glasses e o mundo do vinho

 TAGS:undefined

A tecnologia é uma importante ferramenta para muitos que cada vez abarca mais campos de acção e como era de esperar já chegou ao mundo do vinho. Neste caso referimo-nos aos Google glasses. Vamos espreitar as suas possíveis aplicações ao mundo do vinho:

Degustação multi-sensorial: Descobriu-se recentemente que o som e a cor afectam a nossa percepção do vinho e os Google glasses podem projectar determinadas cores, assim como a música ideal para gozar o momento.

Scanear códigos de barras e obter dados: Agora já podes scanear o código de barras de uma garrafa de vinho quando estiveres a fazer compras. Útil para comparar preços e ter acesso à informação disponibilizada por cada marca.

Realidade acrescida: Cresce a possibilidade de sobrepor informação; aquela que vês através das lentes e a do mundo real. As adegas de vinho podem começar a permitir que os consumidores façam vídeos sobre as marcas ou transmitam online a descrição de um enólogo.

Mudança na dinâmica de empregados de mesa e escanções: Os pedidos podem ser recebidos directamente pelos óculos dos empregados, além de que,deste modo podem confirmar as receitas dos cocktails, sobretudo as mais recentes e em que têm menos prática.

Traduções em tempo real: Podem ser utilizadas app’s de reconhecimento ou de tradução, com as quais se podem traduzir, em tempo real, as etiquetas das garrafas ou o menu de um bar.

Gravar vídeo: Bom recurso a ser utilizado em provas de vinhos e visitas a adegas.

Viagens pelas adegas: Napa Valley está a promover a utilização dos óculos da Google através de um vídeo denominado Viagem a Napa Valley. Aqui, podem ser vistas as vinhas em diferentes épocas do ano e também o interior das adegas. No entanto, algumas adegas proibiram o seu uso nestas excursões, pelo que é conveniente consultar antes da sua utilização.

Vinificação: Ricardo Peñalba organiza provas de vinho nas adegas de Peñalba, em Aranda de Duero, deste modo podes assistir às sessões em tempo real e ter acesso a conselhos sobre vinificação.

Livestream: Quando se assiste a uma entrevista feita a um enólogo, online, podemos ouvir as suas opiniões e ver as suas reacções às perguntas, mas através de um livestream presenciamos a elaboração do vinho, a mistura e selecção das uvas, e é possível interactuar com os nossos comentários e deste modo o enólogo recebe o feedback que necessita.

Hoje recomendamos 2 vinhos para este Verão, que não necessitam Google glasses:

 

 TAGS:Carvalhas Vinhas Velhas 2011Carvalhas Vinhas Velhas 2011

Carvalhas Vinhas Velhas 2011 é  um vinhos tinto da D.O. Douro cujo coupage contém uvas de 2011. 

 

 

 TAGS:Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2011Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2011

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2011 é m vinhos tinto da D.O. Douro com uvas 2011 e 14.5º de álcool en volume. 

Vinhas silvestres, a novidade dos vinhos naturais

 TAGS:undefined

Segundo o geneticista de uvas Jose Vouillamoz, a colheita derivada de vides silvestres anuncia-se como sendo o verdadeiro modo de obter autênticos vinhos biológicos, com colheitas naturais. Vouillamoz afirma que as vides que crescem a partir de sementes não são naturais.

Por outro lado, o produtor de vinho Frank Cornelissen tem a opinião de que a vinha cultivada por sementes pode possuir maior resistência às doenças, com o qual Vouillamoz discorda, já que acredita que as vides silvestres são muito mais resistentes.

Durante o simpósio MW, que decorreu em Maio, em Florença, Cornelissen declarou ter plantado uma vinha experimental nas encostas do Etna, esta vinha é constituída apenas por plantas desenvolvidas a partir de sementes e o objectivo é o de ?criar variedades resistentes a novas doenças?.

Vouillamoz, também presente neste simpósio, refutou a abordagem de Cornelissen, afirmando que estes sistemas de vinhas experimentais são susceptíveis de gerar vides mais vulneráveis. As palavras de Vouillamoz denotam a sua preocupação pela possibilidade de perda de essência das vinhas: ?Este tema preocupa-me, pois as sementes são um resultado da fecundação, ou seja, se por exemplo se tratasse de uma vide Nerello Mascalese, então estaríamos a transformar a sua identidade, esta vide não seria, jamais, uma Nerello Mascalese?.

Seguindo este raciocínio declarou: ? Porém, a produção é, sobretudo um resultado da auto-fertilização, portanto o resultado é muito menos resistente e extremamente susceptível a várias doenças?.

Vouillamoz acrescentou ainda que já tinha comentado as suas opiniões com o conhecido enólogo californiano Randall Grahm, cujas expectativas também passam pelo aguardar da colheita gerada por sementes para a sua quinta em Bonny Doon.

Vouillamoz salientou que o objectivo de Grahm difere do seu, já que este último pretende utilizar as vides de sementes de colheita própria como porta-enxertos (ou cavalo) por resultarem menos dependentes de rego e, finalmente, referiu que quanto maior for a idade da uva, maior será o número de clones.

Neste contexto, podemos concluir que o futuro das vides pode ser realmente diferenciado em relação aos métodos de produção e como estes, apresentando diferentes respostas, de vulnerabilidade ou resistência, perante as doenças, geram resultados mais ou menos efectivos para os produtores.

Qual é a tua opinião? Achas que as vinhas silvestres produzem vinhos mais autênticos ou será apenas uma moda?

Hoje recomendamos-te 2 vinhos biológicos para que possas apreciar as diferenças:

 

 TAGS:Ecologic de Binigrau Negre 2012Ecologic de Binigrau Negre 2012

Ecologic de Binigrau Negre 2012

 

 

 TAGS:Château Tour Des Gendres- Moulin Des Dames 2011Château Tour Des Gendres- Moulin Des Dames 2011

Château Tour Des Gendres- Moulin Des Dames 2011

Vinho para melhorar a memória

 TAGS:undefinedSegundo um estudo publicado pela revista Journal of Neuroscience, o resveratrol demonstrou melhorar a memória, este composto, presente na pele das uvas tintas, tem a capacidade de melhorar a memória a curto prazo.

Este estudo, realizado pelos investigadores da Universidade Charité de Berlim, centrou-se nos efeitos do resveratrol em pessoas com excesso de peso. Foram efectuadas várias provas, antes e depois do estudo, assim como provas de memória, uma análise de sangue e um scanner do cérebro dos participantes.
23 voluntários receberam 200 mg de resveratrol diariamente, enquanto que um segundo grupo, com igualmente 23 voluntários, receberam um placebo. No final do estudo foi possível concluir que aqueles que tinham consumido resveratrol tinham melhor memória a curto prazo do que aqueles que tinham recebido placebo.

Segundo a investigadora Veronica Witte: ? Este estudo é o primeiro que demonstra existir uma relação directa entre o composto do vinho tinto e a capacidade cognitiva de adultos com excesso de peso?.

As análises de sangue, através de um marcador de açúcar no sangue, mostraram níveis baixos nos indivíduos que tinham recebido resveratrol, o qual indica que o metabolismo do açúcar pode estar relacionado com a actividade cerebral e a memória.

Um outro estudo, da Universidade John Hopkins de Medicina, em Baltimore, Maryland, indicou que os benefícios do resveratrol para a saúde são um mito. Neste caso foi estudado um grupo de 783 anciãos italianos e durante um período de 16 anos. Os resultados indicaram que o resveratrol não se associou à redução de inflamações, doenças cardiovasculares, cancro ou mesmo longevidade.

Apesar de tudo, este é o antioxidante do vinho mais utilizado nas empresas dedicadas à pele. As suas propriedades anti- envelhecimento, perfeitamente comprovadas, deixam este composto no topo de lista dos tratamentos de pele.

 TAGS:Cabriz Colheita Seleccionada 2009Cabriz Colheita Seleccionada 2009

Cabriz Colheita Seleccionada 2009

 

 

 TAGS:Monte Velho 2010Monte Velho 2010

Monte Velho 2010

Domínios suspensos – .wine e .vin

 TAGS:A suspensão dos domínios .wine e .vin desencadearam uma tempestade de opiniões, a comissão europeia concedeu o seu apoio à medida em questão, segundo a qual estes domínios ficarão suspensos durante um período aproximado de dois meses.

Esta decisão é da responsabilidade da Corporação Norte Americana para a Atribuição de Nomes e Números na Internet (ICANN) e pretende ajudar a proteger os detentores de indicações geográficas de aplicativos que possam pôr em risco a integridade do sector em questão.

Por outro lado, Bruxelas têm a opinião de que os programas de domínios .wine e .vin não devem ser iniciados sem que antes se proceda à protecção dos direitos dos produtores de vinho, assim como os seus consumidores.

Antes de da interrupção do uso destes domínios, os utilizadores de internet tinham a possibilidade de os adquirir, tivessem eles, ou não, uma relação directa com as localizações geográficas dos sites de vinho. Uma das consequências mais graves desta possibilidade é a desvalorização económica das denominações de origem controlada, que, evidentemente afecta maioritariamente aquelas que possuem maior valor comercial a nível internacional.

Entre estas denominações de origem, e com grande peso no mercado internacional, estão La Rioja, Porto e Bordeaux. Ainda que possa parecer uma medida extremista, a UE apenas pretende garantir direitos e que as normas de protecção das localizações geográficas sejam respeitadas também na internet.

Outras perspectivas, a da EFOW (Federação Europeia de Vinhos com Denominação de Origem) e a da CECRV (Conferência Espanhola de Conselhos Reguladores) são mais desconfiadas, já que temem que estes domínios sejam atribuídos, no futuro, sem verdadeiro controle e protecção.

 TAGS:Explicit 2010Explicit 2010

Explicit 2010

 

 

 TAGS:Planalto 2012Planalto 2012

Planalto 2012

Uvinum, um projeto para todos os amantes do vino

Somos apaixonados por vinho. Empreender era algo que os 3 fundadores tinham certeza. E conseguimos unir uma paixão (vinho) com outra paixão: empreendedorismo. Em si, já é um grande começo. Um início que foi idealizado no dia 09 de dezembro de 2008, quando uma simples mensagem no Facebook com título “um projeto” começou toda esta história emocionante.

Já se passaram mais de 7 meses, e Uvinum cresceu passo a passo. Reuniões para definir e refinar o projeto, para esclarecer o foco e otimizar o nosso conhecimento do mercado para ter melhor garantia de sucesso.

Mas o que é Uvinum? Uvinum tem por missão revolucionar o mundo do vinho, aproximando-o do mercado de varejo (consumidores) através das recomendações de vinhos por parte dos próprios clientes. Uvinum quer recomendar a cada usuário, cada um com seus diferente interesses, os vinhos que melhor correspondam ao seu perfil para poder encontrar sempre o melhor produto ao melhor preço. Uvinum pretende ser a porta de entrada para qualquer pesquisa ou dúvida sobre vinho, baseando-se em acordos com as principais lojas on-line nacionais e internacionais para que o consumidor possa sempre encontrar a melhor opção de compra disponível.

Uvinum é um projecto ambicioso que pretende liderar o mercado de recomendações a nível mundial. Um projeto sobre o que daremos mais informações em breve a respeito do seu lançamento e de nossos serviços. Então aconselho que visite agora Uvinum e nos facilite seu e-mail para que lhe informemos sobre nossos próximos passos.

E não se esqueça: uma taça de vinho é um dos prazeres da vida. Desfrute e compartilhe!