Etiqueta: receitas com vinho

2 sobremesas irresistíveis com chocolate e vinho

 TAGS:undefinedSe o vinho e o chocolate são duas das tuas paixões, hoje estás com sorte. A nossa publicação combina estas duas maravilhas em duas receitas muito saborosas de sobremesas com vinho.

Bolo francês de chocolate e vinho

Ingredientes:

  • 6 gemas de ovo
  • 1 ½ chávena de farinha
  • ½ chávena de cacau amargo
  • 1 copo de vinho branco doce
  • 1 colherada de açúcar

Recheio:

  • 2 chávenas de creme de leite
  • 1 colher de fermento
  • 4 colheres de açúcar
  • 2 colheres de cacau amargo
  • 2 colheres de café instantâneo

Calda de vinho:

  • 1 chávena de água
  • 1 chávena de açúcar
  • 3 colheres de vinho branco doce

Elaboração:

  1. Deixar ferver a água e o açúcar para a calda durante pelo menos 5 minutos. Retirar do lume e juntar o vinho.
  2. Para o bolo, bater as gemas com o açúcar durante 15 minutos. Peneirar a farinha e juntar às gemas, com o cacau, fermento e o vinho.
  3. Untar uma forma com 22 cm de diâmetro, deitar o creme e levar ao forno a 170º c, durante 40 minutos.
  4. Para fazer o recheio, bater o creme de leite com o açúcar e depois juntar o cacau e o café e misturar novamente.
  5. Cortar o bolo horizontalmente em 4 partes. Molhar a segunda, a terceira e a quarta capa na calda de vinho e depois no creme batido.
  6. Montar o bolo e cobrir com o creme batido.

Bolos de chocolate com vinho tinto

Ingredientes:

  • 90gr de chocolate preto
  • 1 ovo
  • 30gr de manteiga
  • 30gr de açúcar
  • 40gr de farinha
  • 1 pitada de baunilha
  • 70ml de vinho tinto

Creme:

  • 370gr de leite condensado
  • 50ml de leite evaporado
  • 3 gemas de ovo
  • ½ vagem de baunilha

Elaboração:

  1. Bater o açúcar com os ovos, juntar o chocolate e a manteiga derretida.
  2. Juntar o vinho, o interior da vagem de baunilha e a farinha. Misturar bem.
  3. Deitar a massa nas formas untadas com manteiga.
  4. Levar ao forno durante 40 minutos a 170ºc.
  5. Para preparar o creme: aquecer os dois tipos de leite e sem deixar de misturar, juntar meia vagem de baunilha (retirar quando estiver quente).
  6. Bater as gemas com o leite quente.
  7. Deitar o creme numa panela e aquecer em lume brando, mexendo sempre até que fique espesso.
  8. Retirar do lume e levar ao frigorífico.
  9. Servir os bolos com um pouco de creme por cima.

E para acompanhar, que tal um champagne?

 TAGS:Mumm Cordon RougeMumm Cordon Rouge

Mumm Cordon Rouge: um vinhos espumantes com D.O. Champagne de Os mejores cachos de pinot meunier e chardonnay e com uma teor de álcool de 12º.

 

 

 TAGS:Moët & Chandon Brut ImpérialMoët & Chandon Brut Impérial

Moët & Chandon Brut Impérial: um vinhos espumantes com D.O. Champagne das adegas Moët & Chandon cujo coupage contém pinot noir e pinot meunier e 12,5º de grau alcoólico.

 

Receitas com vinho: Foie com redução de vinho moscatel

 TAGS:undefined

Foie com redução de vinho moscatel é um prato típico francês habitualmente elaborado para celebrar ocasiões especiais em família.

Para muitos, esta é uma receita muito simples de preparar e que exige pouco tempo na cozinha. O seu sabor é quase indescritível, no entanto, é possível descrever a preparação do foie grelhado com molho agridoce feito com vinho moscatel.

Ingredientes:

  • 50 gr de cebolinhas frescas
  • 700 gr de foie-gras
  • 4 colheres de nata líquida
  • 2 dl de vinho moscatel
  • 1/2 litro de caldo de carne
  • 1 romã
  • Sal

Preparação:

Passo 1: Picar as cebolinhas em quadrados pequenos e saltear apenas com umas gotas de azeite numa frigideira.
Passo 2: Adicionar o caldo de carne e o vinho moscatel às cebolinhas e aumentar o fogo o máximo possível.
Passo 3: Vigia o molho até que se reduza e o álcool do vinho moscatel se evapore, a textura ideal é semelhante à do caramelo.
Passo 4: Agregar a nata líquida e misturar. Passar num coador para que o molho fique o mais suave e aveludado possível.
Passo 5: Cortar o foie-gras em rodelas de grossura media, temperar com sal e pimenta e cozinhar apenas durante uns segundos de cada lado, numa frigideira sem azeite. Retirar quando estiver dourado.
Passo 6: Para servir, o ideal é fazer uma cama de molho, colocando o foie e uns bagos de romã sobre ela.

Esta receita é rica em calorias devido à elevada percentagem de gordura do foie gras e da nata, mas pode ser realizada apenas em ocasiões especiais e é indiscutivelmente, um prato de sabor único.

 TAGS:Porto Ferreira 10 anosPorto Ferreira 10 anos

Porto Ferreira 10 anos: um vinhos generoso da D.O. Porto a base de tinta Roriz e touriga Nacional e 20.00º de álcool. 

 

 

 TAGS:Alión 2009Alión 2009

Alión 2009: um vinhos tinto da D.O. Ribera del Duero a base das castas tinto Fino e tempranillo da colheita 2009 e com 14º de teor de álcool.

 

 

 

Fotografia: Uvinum et Pablo Monteagudo

Ovos escalfados com molho de vinho

 TAGS:undefined

O prato de ovos escalfados é sempre uma boa escolha de entrada, para servir em qualquer época do ano numa refeição em casa. É uma receita fácil de preparar e o toque delicado do molho de vinho promete deleitar o paladar.

Ingredientes:

  • Água
  • 3 chalotas
  • 4 ovos
  • 1 colher de sopa rasa de farinha
  • 100gr de margarina
  • 1 colher de sopa de sumo de limão ou vinagre
  • 3/4 de litro de *vinho tinto*
  • Tomilho
  • Salsa
  • Loureiro
  • 100 gr de queijo parmesão
  • 1 fatia de pão de forma para cada ovo escalfado
  • Sal
  • Pimenta

Elaboração:

Passo 1: Colocar a margarina fora do frigorífico para que esteja macia quando a necessitarmos.
Passo 2: Descascar as chalotas e cortar em pedaços pequenos, depois colocar numa panela com uma parte do vinho tinto, o tomilho, a salsa e o loureiro e deixar ferver até que o líquido se reduza a metade.
Passo 3:Deixar ferver 1l de água com a colher de sumo de limão ou vinagre.
Passo 4: Abrir os ovos com cuidado e deixa-los cair na água quando estiver a ferver.
Passo 5: Com a ajuda de uma escumadeira, cobrir a gema com a clara delicadamente.
Passo 6: Cozinhar durante 3 minutos e retirar os ovos com a escumadeira.
Passo 7: Mistura a farinha com uma parte de margarina num recipiente até formar uma pasta.
Passo 8: Dissolver a pasta já referida em 3 colheres de vinho com sal e pimenta e espessar o molho numa panela a fogo baixo.
Passo 9: Retirar o molho do fogo, juntar a restante margarina em pedaços e misturar lentamente.

Para servir cobrir os ovos com o molho de vinho e adornar com triângulos de pão fritos e cobertos de queijo parmesão.

Para esta receita hoje recomendamos:

 

 TAGS:Alvaro Castro Dao Alvaro Castro Tinto 2012Alvaro Castro Dao Alvaro Castro Tinto 2012

Alvaro Castro Dao Alvaro Castro Tinto 2012

 

 

 TAGS:Vinhos Bacalhoa Meia Pipa Tinto Private Selection 2012Vinhos Bacalhoa Meia Pipa Tinto Private Selection 2012

Vinhos Bacalhoa Meia Pipa Tinto Private Selection 2012

 

5 cocktails que certamente vais adorar para a festa do Natal

Com o Natal à porta hoje pretendemos partilhar contigo alguns dos melhores cocktails para que os possas saborear com os amigos e a família. São 5 cocktails que certamente vais adorar e também nos atrevemos com outros, destinados aos membros mais pequenos. Qual escolhes?

 TAGS:undefined

Cocktail Clericó

Este cocktail é perfeito para a festa do Natal. É feito com um licor suave e muita fruta, oferece um sabor delicado e está indicado para todas as idades.

Ingredientes:

  • Vinho branco
  • 1 litro de água mineral com gás
  • Maçãs cortadas sem casca
  • Laranjas em gomos
  • Uvas pretas e brancas
  • Melão cortado e macerado em açúcar
  • 300 gr de ananás cortado
  • 300 gr de açúcar

Elaboração:

  1. Lavar e cortar a fruta em pequenos pedaços.
  2. Deixar as frutas macerar em açúcar durante 12 horas.
  3. Adicionar o vinho branco aos restantes ingredientes.

 TAGS:Campo Nuevo Blanco 375ml 2010Campo Nuevo Blanco 375ml 2010

Campo Nuevo Blanco 375ml 2010

 

 

Cocktail Daikiri

Este cocktail com morangos e limão pode ser o aperitivo ideal para o Natal. A presença do rum torna-o extremamente saboroso.

Ingredientes:

  • Gelo
  • Limão
  • Açúcar
  • 200 gr de morangos
  • 50cl de Rum branco
  • Menta fresca

Elaboração:

  1. Colocar o gelo, o limão e o açúcar no copo misturador.
  2. Liquefazer até o gelo ficar bem triturado.
  3. Juntar os morangos cortados.
  4. Adicionar o rum e liquefazer até obter uma mistura granizada.

 TAGS:Wray & Nephew White OverproofWray & Nephew White Overproof

Wray & Nephew White Overproof

 

 

Cocktail Aperitivo de Natal

Apesar de ser um cocktail que se serve morno, pode ser acompanhado por champanhe gelado se pretendemos uma bebida mais fresca.

Ingredientes:

  • 20 cl de licor de bitter
  • 50 cl de champanhe
  • 1 cereja de marasquino

Elaboração:

  1. Misturar o licor bitter e o champanhe
  2. Servir em copo flute e decorar com a cereja.

 TAGS:CampariCampari

Campari

 

 

Champanhe tutti-frutti

Receita ideal para festas já que é agradecidamente refrescante após as abundantes refeições de Natal. Também podem ser utilizados outros sabores de gelado.

Ingredientes:

  • 1 L de champanhe ou cava.
  • 1 L de gelado tutti fruti (ou outro sabor).

Elaboração:

  1. Colocar o champanhe e o gelado no frigorífico um dia antes
  2. Ao servir, colocar na 2 bolas de gelado na taça e completar com champanhe

 TAGS:ReymosReymos

Reymos

 

 

Ponche de baunilha

Este cocktail é feito com ponche de leite, canela, baunilha e whisky. É cremoso e de sabor muito agradável.

Ingredientes:6 ovos

  • 1 L de leite
  • 6 colheres de baunilha
  • 1 pacote de pudim rápido
  • 1/2 pau de canela
  • 1/2 vagem de baunilha
  • 1/2 copo whisky

Elaboração:

  1. Aquecer o leite com o pau de canela e o whisky preferido.
  2. Bater os ovos com o açúcar até obter uma massa esbranquiçada.
  3. Quando o leite ferver, adicionar o pudim rápido desfeito previamente num pouco de leite.
  4. Apagar quando a mistura se torne espessa e deixar repousar até que o leite arrefeça.
  5. Adicionar os ovos gradualmente ao leite e não deixar de mexer com uma colher.

 TAGS:Bell'sBell’s

Bell’s

 

 

Que tal? Esperamos que estes cocktails tornem a festa de Natal ainda melhor!

Magret de pato com frutas e arroz

 TAGS:undefinedO Magret de pato com frutas e arroz não é um prato que se faça todos os dias, a sua elaboração trabalhosa aconselha a que seja preparado para uma reunião especial de família ou amigos e com tempo disponível para o fazer com amor. Como o pato é uma carne branca, no entanto de sabor intenso mas com uma textura mais suave do que o porco, a vitela ou mesmo outras aves de caça, o resultado é um prato leve, ideal para o Verão, sobretudo se o acompanharmos de fruta.

Se incluirmos kiwi nos ingredientes desta receita para 4 pessoas, contamos com a presença de vitamina C, útil na prevenção de vírus e uma grande ajuda na absorção de ferro no organismo.

Ingredientes:

  • 250 gr de arroz selvagem
  • 1 colher pequena de farinha de milho refinada
  • 2 peitos de pato
  • 2 fatias de bacon
  • Água
  • Cebolinho picado em pedaços pequenos
  • Salsa ou Coentros
  • Sal
  • Pimenta
  • Azeite virgem extra
  • 200 ml de vinho tinto
  • 1 kiwi
  • 1 romã

Elaboração:

  1. Passo 1: Cozer o arroz selvagem numa panela com água e um pouco de sal durante 20 minutos. Depois escorre e reserva.
  2. Passo 2: Dourar as fatias de bacon (de meio centímetro de grossura) e depois cortar cada fatia em 3 tiras.
  3. Passo 3: Com uma agulha de rechear introduzem-se as tiras de bacon no interior dos peitos de pato, fazendo um pequeno saquinho com um corte transversal.
  4. Passo 4: Temperar a carne com sal e pimenta, realizando uns cortes na pele (em forma de losangos) na sua parte mais gorda e dourar numa frigideira na sua própria gordura.
  5. Passo 5: Levar a carne numa bandeja ao forno durante 7 minutos a 200ºc, quando pronta fatiar e reservar.
  6. Passo 6: Colocar os 200 ml de vinho numa panela e reduzir em fogo, com a farinha de milho previamente diluída em água fria (para evitar grumos). Reservar o molho.
  7. Passo 7: Cortar o kiwi em quadradinhos.
  8. Passo 8: Cortar e desgranar a romã.
  9. Passo 9: Numa frigideira saltear o kiwi, os grãos de romã e o cebolinho para finalmente juntar o arroz já cozido e misturar.
  10. Passo 10: Para servir: Fazer uma cama de arroz sobre a qual se coloca a carne de pato recheada e o molho. Decorar com folhas de salsa ou coentros.

Qual o vinho com que gostarias de acompanhar este prato?

Hoje recomendamos:

 TAGS:Vinhos Bacalhoa Só Touriga Nacional 2007Vinhos Bacalhoa Só Touriga Nacional 2007

Vinhos Bacalhoa Só Touriga Nacional 2007

 

 

 TAGS:Cabriz Colheita Seleccionada 2009Cabriz Colheita Seleccionada 2009

Cabriz Colheita Seleccionada 2009

Salada com vinho doce

 TAGS:undefinedPara fazer das saladas uma novidade, temos uma receita formidável para 4 pessoas: salada com gelatina de vinho doce e creme camenbert.

Apesar de ser elaborado com leite gordo, este é um prato leve e a mescla de sabores tem um resultado delicioso. Pode ser servido como entrada e é uma excelente fonte de vitaminas, ferro e antioxidantes que convidados ou família vão saber apreciar.

Ingredientes

  • 2 chávenas de queijo semicurado
  • 10 ml de azeite virgem extra
  • Chicória
  • Endívia
  • 2 folhas de gelatina previamente demolhadas
  • 50 ml de vinho doce
  • 5 ml de vinagre
  • 100 gr de Camembert
  • 50 gr de pinhões
  • 10 ml de leite gordo
  • 50 gr de passas
  • Alface roxa

Preparação

  1. Paso 1: Limpam-se as verduras e cortam-se em pedaços (com as mãos), depois deixam-se mergulhadas em água com gelo durante 2 ou 3 minutos.
  2. Paso 2: Entretanto pôr de molho a gelatina durante 5 minutos e aquecer uma porção do vinho doce para juntar à gelatina e finalmente o restante vinho.
  3. Paso 3:Retirar do fogo e colocar no congelador até ficar pronta.
  4. Paso 4: Juntar à salada os pinhões e as passas.
  5. Paso 5: Bater o leite e o queijo e depois passar o liquido num coador de rede fina
  6. Paso 6: Servir a gelatina de vinho doce sobre a salada e o creme Camembert com um fio de azeite.

Recomendações para uma salada perfeita:

 TAGS:Oliveda Moscatell de la Bota del RacóOliveda Moscatell de la Bota del Racó

Oliveda Moscatell de la Bota del Racó

 

 

 TAGS:Sol de MálagaSol de Málaga

Sol de Málaga

Arroz de Carabineiros

 TAGS:undefinedO arroz de carabineiros é uma receita típica em toda a costa portuguesa e também na Andaluzia, em Espanha.

É fácil de preparar, os carabineiros são ricos em proteínas e com baixo teor de gordura e a presença de amido no arroz garante-lhe uma refeição energética.

Ingredientes

  • 4 Carabineiros de tamanho grande
  • 300 gr de arroz carolino
  • 1 cebola grande
  • 1 colher de chá de pimentão doce
  • Um pouco de açafrão
  • 2 tomates
  • O dobro de volume do arroz em caldo de peixe
  • 1 copo de vinho branco
  • 1 copo de brandy
  • Sal
  • Pimenta
  • Azeite virgem.

Preparação

  1. Passo 1: Descascar os carabineiros deixando apenas a casca da extremidade. Guardar as cabeças e o resto das cascas.
  2. Passo 2: Deixar dourar as cabeças e cascas dos carabineiros numa panela com um pouco de azeite a fogo médio.
  3. Passo 3: Pressionar ligeiramente as cabeças e cascas com um garfo, de modo a que soltem o seu líquido e adicionar o copo de brandy.
  4. Passo 4: Aguardar que o álcool se evapore e juntar pimentão doce sem parar de mexer.
  5. Passo 5: Adicionar o tomate cortado em cubos pequenos e deixar refogar cerca de 5 minutos.
  6. Passo 6: Juntar o caldo de peixe e deixar ferver 20 minutos para depois coar e reservar.
  7. Passo 7: Refogar a cebola picada numa panela com azeite, quando ficar dourada deitar 300gr de arroz e o açafrão e deixar fritar tudo durante 1 minuto.
  8. Passo 8: Adicionar o copo de vinho branco, após que o álcool se evapore juntar o caldo anteriormente reservado e deixar cozinhar a fogo lento cerca de 18 minutos.
  9. Passo 9: Fazer um corte nos carabineiros de modo a extrair-lhes os intestinos e depois grelhá-los ligeiramente.
  10. Passo 10: Para servir, fazer uma cama de arroz aos carabineiros.

E qual o vinho que recomendamos? Poderia ser um tinto para regar o sabor intenso deste prato, mas desta vez aconselhamos dois brancos, talvez porque o Verão já bate à porta.

 TAGS:Pêra Manca 2011Pêra Manca 2011

Pêra Manca 2011

 

 

 TAGS:Planalto 2012Planalto 2012

Planalto 2012

Coelho recheado de ameixas com vinho tinto

 TAGS:undefinedAs receitas com vinho sabem melhor. Seja uma refeição especial ou apenas um prato de degustação para deliciar convidados, o coelho é sempre uma boa opção. É um prato nutritivo, mais ainda se for regado com vinho tinto. Aponta a receita e celebra o triunfo!

Ingredientes:

  • 1 coelho, ou meio, sem ossos
  • 2 ou 3 ameixas secas
  • 100 ml de vinho tinto
  • 2 cebolas
  • 100 gr de puré de batata
  • 2 cenouras
  • 50 gr de cogumelos
  • 1 colher de maisena ou farinha de milho
  • 100 ml de azeite virgem, sal, especiarias a gosto

Preparaçao:

  1. É recomendável comprar um coelho já sem ossos e devidamente cortado para reduzir o tempo de elaboração. Salgam-se os pedaços de coelho y recheamos as patas e o corpo com as ameixas (sem caroços) e as cenouras cortadas em pedacinhos. A carne, deste modo preparada, pode ser atada com fio para que o recheio se mantenha no seu lugar durante a elaboração.
  2. Numa panela, colocam-se as cebolas em azeite até alourarem, depois juntam-se os rolinhos de coelho com o recheio. Deita-se o vinho tinto e deixa-se cozinhar a fogo baixo, cerca de 50 minutos.
  3. Quando o coelho estiver no ponto que deseja, retira-se o fio e corta-se a carne às rodelas. O molho em que foi cozinhado mistura-se com maisena ou farinha de milho para potenciar o seu sabor.
  4. O coelho é servido com o molho anteriormente descrito, ao qual se junta puré de batata e cogumelos, já cozinhados. Estes últimos ingredientes ficam ao gosto de quem preparar o prato, pode ser acompanhado também com arroz ou batata assada.

Para harmonizar, deixamos aqui duas soluções diferentes:

 TAGS:Duas Quintas Reserva 2006Duas Quintas Reserva 2006

Duas Quintas Reserva 2006

 

 

 TAGS:Garrafeira Dos Sócios 2004Garrafeira Dos Sócios 2004

Garrafeira Dos Sócios 2004

Pêras em vinho: receitas com vinho

 TAGS:Uma das sobremesas mais apreciadas em todo o mundo são as pêras em vinho tinto. Sempre que em casa a sobremesa é sinónimo de fruta (sim, porque os pastéis e as sobremesas mais elaboradas eram para os dias de celebração), as pêras em vinho tinto são uma espécie de sobremesa de Domingo, que todos gostam, em especial as crianças que podem fazer uma coisa de adultos nesse dia: provar vinho, ainda que seja à sobremesa.

Hoje em dia, a oferta de sobremesas já preparadas e a falta de tempo de que todos sofremos, faz com que esta sobremesa cada vez seja mais difícil de ver, no entanto, é fácil de preparar e inclui ingredientes saudáveis e deliciosos, de modo que é bastante recomendável. Hoje, ensinamos-vos a preparar umas incríveis pêras em vinho tinto:

Pêras em vinho tinto

Ingredientes:

  • 4 pêras grandes
  • ½ l de vinho tinto
  • 1 pau de canela
  • Casca de laranja (sem parte branca)
  • Casca de limão (sem parte branca)
  • Açúcar

Primeiro de tudo, as pêras: qualquer variedade é boa, com a única condição de ser duras, já que devem manter consistência depois de ser cozinhadas. Um truque para conhecer a dureza é pressionando-as com o dedo.

Quanto ao vinho, é válido qualquer tipo de vinho tinto que tenha sobrado em casa (esse que ficou no frigorífico desde o último fim-de-semana, está fantástico ;).

Preparação:

Descascamos as pêras deixando a pontinha. Podemos extrair-lhe o coração se temos a ferramenta, ou simplesmente deixá-la para ser retirada na mesa. Cortamos ligeiramente, em horizontal, as bases das pêras para poder assentá-las.

Pousamos as 4 pêras numa panela e regamos com o vinho. Deixamos aquecer em fogo médio-baixo. Juntamos o açúcar, as cascas de laranja e limão e a canela.
Mantemos o fogo durante 20/25 minutos, regando as pêras de 5 em 5 minutos. À medida que as pêras se vão cozinhando, e o seu amido absorva o vinho, as pêras vão-se tingindo de vermelho.

Para saber quando estão cozidas, basta com picar as pêras com um garfo, que deve poder chegar até ao coração da pêra facilmente.

Uma vez cozidas, retiram-se e aumenta-se o fogo para que o resto do vinho ganhe textura de calda. Entretanto, podem colocar-se as pêras em pratos individuais.

A calda, é sabido, depende do gosto, mas é bom ter em conta de que, uma vez que ganhe a textura desejada o vinho reduz-se rapidamente, como tal, é recomendável apagar o fogo ligeiramente antes que adquira a textura que pretendemos e deitá-la imediatamente sobre as pêras, de modo a travar a redução do vinho.

A temperatura, ao servir, depende de cada família: em algumas serve-se quente, outras arrefecem as pêras e reservam a calda para lhes conceder um golpe de calor precisamente antes de servir e criar contraste com a pêra fria… A nossa sugestão é provar todas as variações de apresentação que imagines, até encontrar a que mais gostes.

Outra possibilidade é servi-las quentes, assim como a calda, e adicionar-lhe uma bola de gelado, um modo de saborear o contraste de frio/calor na mesma sobremesa.

Gostas de pêras em vinho? Hoje recomendamos dois vinhos para que saboreies, ainda que provavelmente não vais desejar que sobre… Se sobra…poderás fazer maravilhosas pêras em vinho.

 TAGS:Adega de Borba 2011Adega de Borba 2011

Adega de Borba 2011

 

 

 TAGS:Barca Velha 2004Barca Velha 2004

Barca Velha 2004

Rins em Xerez – Receitas com vinho

 TAGS:Rins em xerez é um dos pratos que nem todos se atrevem a provar, mas quem o faz converte-se num fervoroso adepto que não deixa escapar a oportunidade quando esta lhe é apresentada.

E sendo assim, porque não provar com uma das receitas clássicas?

Rins em Xerez

Ingredientes:

  • 500gr de rins de cordeiro
  • 150ml de vinho de Xerez
  • 1 cebola grande
  • 1 dente de alho
  • 1 colher de mostarda
  • Azeite virgem
  • Sal
  • Pimenta

Primeiro lavam-se bem os rins, porque ainda que sejam vendidos em bandejas limpas, é melhor assegurarmos-nos que não fique algo que possa alterar o seu sabor (sangue, bílis, etc…).
Uma vez que estão bem limpos, cortam-se em quartos, retira-se a parte branca do interior e colocam-se os rins numa taça grande com água e um pouco de vinagre. Reservar pelo menos durante 15 minutos.
Entretanto pica-se o alho, corta-se a cebola em pequenos quadrados e refoga-se tudo com azeite (3 ou 4 colheres).
Escorrem-se os rins, adiciona-se sal e pimenta (pimentão picante também é recomendável) e colocámos-os na frigideira.
A mostarda mistura-se com um copo de xerez ou qualquer outro vinho generoso seco (ou seja, porto, madeira ou marsalas doces, não), inclusive whisky, gin ou rum envelhecido. De qualquer forma recomenda-se o xerez pelo toque especial que dá à receita.
Os rins devem ser cozinhados cerca de 8 ou 10 minutos a fogo lento até que o líquido se reduza e o molho ganhe espessura. Se deseja que o molho seja mais denso, aumente o calor e espere até que a consistência seja a desejada.
Uma vez retirados da frigideira já estão prontos a servir. Ou seja, é uma receita fácil, simples, deliciosa acabada de fazer e que funciona bastante bem na época de Inverno.
Posto isto, despe o preconceito e prova os rins!

Para a harmonização dos rins em xerez, o melhor é seguir na mesma linha para destacar o sabor do prato.
Habitualmente, o ideal é tomar o xerez um pouco frio (frigorífico) de modo a reduzir a sensação do álcool e poder saborear os toques salinos e de frutos secos.
Aqui ficam 2 grandes recomendações para ajudar a redescobrir a zona:

 TAGS:Pedro Ximenez El CandadoPedro Ximenez El Candado

Pedro Ximenez El Candado: Aromas a passas e especiarias. Um grande Pedro Ximénez.

 

 

 TAGS:Lustau Pedro Ximénez San EmilioLustau Pedro Ximénez San Emilio

Lustau Pedro Ximénez San Emilio: Um dos melhores vinhos de Lustau.