Etiqueta: loja online

Vendas de vinhos online então no seu auge

 TAGS:undefinedNos últimos anos, o comércio de vinho por Internet cresceu de tal modo que constitui a terceira fonte de informação mais utilizada por quem compra vinho. A razão relaciona-se com a acessibilidade, quantidade e variedade de opções. Através da Internet, os consumidores de vinho obtêm conselhos e ficam a conhecer mais sobre os produtos adquiridos ou que pretendem adquirir.

Segundo os valores da Sowine/SSI, 82% dos franceses investigam antes de efectuar as compras de vinho, já que este meio lhes oferece a possibilidade de conhecer os produtos, ter opiniões de outros consumidores e comparar preços confortavelmente. 42% dos compradores definem-se a si próprios como apreciadores e 54% como sendo inexperientes.

9% dos franceses são seguidores de sítios relacionados com o vinho nas redes sociais. Os blogs oferecem um fácil e rápido acesso à informação sobre vinhos e já nada é como antes, quando apenas os peritos pareciam ter acesso a detalhes e informação pormenorizada e concreta.

Para o sector vinícola, a Internet e as redes sociais têm uma importância cada vez maior, tanto pelo facto de oferecerem informação, como pela possibilidade de compra, e, evidentemente, o mercado francês não é uma excepção.

Hoje em dia, 9% das compras de vinhos franceses são feitas por Internet e o vinho é o produto líder das vendas online. Em 2013, as vendas deste tipo aumentaram 32%, 705 milhões de euros e, segundo os cálculos de 2014, realizados pelo Grupo Xerfi, estas vendas poderão ultrapassar os 1000 milhões de euros em 2015.

Com estes resultados, os produtores de vinho também se somaram à utilização da Internet como meio de promover os seus produtos e oferecer a venda online aos consumidores.

A resposta dos consumidores a estas modificações é favorável já que se produziu um incremento da quantidade de garrafas compradas (uma média de 6 a 12 garrafas).

Entre os sites de vinhos mais populares contam-se, em primeiro lugar aqueles que pertencem a produtores, em segundo lugar os de comerciantes de vinho e, por último, as vendas privadas.

 

 TAGS:Pintia 2008Pintia 2008

Pintia 2008: um vinho tinto da D.O. Toro realizado com tempranillo e tinta de toro de 2008 e tem um grau alcoólico de 15º. 

 

 

 TAGS:Marqués de Riscal Gran Reserva 2004Marqués de Riscal Gran Reserva 2004

Marqués de Riscal Gran Reserva 2004: vinho tinto da D.O. Rioja cujo coupage contém tempranillo e mazuelo de 2004 e de um grau alcoólico de 14º.

 

 

Comprar vinho por Internet

 TAGS:Comprar vinho por Internet ainda é algo que surpreende a mais de um utilizador. Muitos conhecidos meus, amantes de vinho e compradores habituais nas enotecas ou supermercados, dizem-me que jamais compraram vinho por Internet. Dentro da nossa tarefa do dia-a-dia na Uvinum, está também a de divulgar a nossa experiência e de apregoar as vantagens que tem a Rede, sobre canais mais tradicionais.

Comprar vinho por Internet já é uma realidade. Nos E.U.A. já representa mais de 8% do mercado B2C, o que equivale a mais de 2.000 milhões de dólares. Na Europa, as vendas de vinhos por Internet crescem de ano para ano mais de 10%, ainda que seja verdade que em Espanha, os consumidores não souberam ver ( e provavelmente as empresas não souberam educar convenientemente o utilizador) as cómodas vantagens de comprar por Internet.

Como tal, creio que é correto fazer um processo de reflexão sobre quais os pontos-chave a ter em conta no momento em que te decides a comprar um vinho numa enoteca ou num supermercado, por exemplo. Nós fizemos vários debates com gente do sector (e gente fora dele) e estes são os pontos que mais se destacaram no momento de tomar uma decisão para comprar um determinado vinho:

  • Receber uma recomendação
  • O preço e a relação qualidade-preço
  • A informação completa sobre o vinho
  • A marca
  • Descobrir um vinho
  • Design/embalagem
  • Uvas
  • E DOC (denominação de origem controlada)

A tudo isto, eu acrescentaria:

  • A amplitude do catalogo
  • Recomendações não influenciadas por um interesse comercial em comprar esse vinho Vs, outro.
  • O conforto de poder comprar o vinho quando assim o desejas (no trabalho, em casa, etc…)
  • Receber recomendações personalizadas
  • Poder comparar entre preços de várias lojas e escolher o melhor preço

Se somar todos estes pontos, todos eles constituem argumentos claros para comprar vinho pela Rede. A Internet oferece todas as opções já aqui expostas, mas, infelizmente, comprar vinho por Internet não é uma realidade massiva na Espanha de hoje em dia.
Do que é que estamos à espera para que não seja assim?
Se no mundo das viagens, a Internet já representa mais de 25% das vendas, dadas as suas evidentes vantagens (sobre uma agência de viagens tradicional), como é que não se passa o mesmo com o vinho?

Para além de tudo isto, existem várias lojas online que estão a desempenhar um trabalho fantástico, como: Vila Viniteca, Aporvino, Grau Online, Ecomprarvino, Wine.com, Chateauonline, 1885.com… Todas elas demonstraram, ao longo do tempo, a sua qualidade como serviço e a sua vantagem como canal de venda.
Por outro lado, quando falo com outras pessoas sobre o tema de venda de vinhos online e as possíveis desvantagens da Rede, algumas dizem-me:

É que por Internet não se pode degustar o vinho…

E é verdade. Na Rede não se pode degustar. Mas por acaso podes fazê-lo num supermercado ou na grande maioria das enotecas?

Em última análise, cada espaço de venda: lojas especializadas; enotecas; supermercados, etc… tem as suas vantagens. O mais importante é difundir a cultura do vinho, e o consumo responsável, para partilhar com a tua família ou amigos.

Recomendamos: Comprar vinho, Cava e Champanhe ao melhor preço em Uvinum.