Etiqueta: consumo de vinho

Alguns tipos de garrafas de vinho

 TAGS:undefinedAté ao séc. XVII não se utilizaram garrafas para embalar o vinho, antes do vidro, os materiais eram outros: ânforas de cerâmica, barris de madeira e mesmo tripas de animais.

Hoje em dia a garrafa de vidro é elementar para a conservação do vinho, uma vez saído da adega. No interior da garrafa, o vinho segue o seu percurso para o estado de consumo ideal, dependendo dos tipos de vinho e das garrafas este tempo varia, mas o momento correcto sempre chega.

Tipo de material:

Na sua maioria, o vinho é embalado em garrafas de vinho, apesar de também serem utilizados outros materiais, como bricks ou latas especiais, nenhum deles é tão aconselhável como o vidro, para conservar o vinho por um longo período de tempo.

Tipos de garrafa segundo a sua forma:

  • Borgonha: A forma conhecida como mais antiga. Vem, evidentemente, da Borgonha, tem um corpo largo e os ombros seguem uma curva longa até ao bojo. Muitas garrafas de vinho português possuem esta forma.
  • Bordalesa: A garrafa mais comum de todas. Possui ombros marcados, corpo recto e é cilíndrica, o que permite um bom armazenamento na horizontal. É habitualmente cor-de-canela (mercado nacional) e transparente nos vinhos brancos. Nos tintos a garrafa é verde.
  • Cava ou Champanhe: Garrafa de vidro grosso e ombros baixos, possui uma concavidade na base, concebida para resistir à pressão e própria dos vinhos espumantes.
  • Jerezana: Foi criada por espanhóis. Tem un gargalo bojudo em duas fases. É utilizada para engarrafar Xerez e licores.

Tipos de garrafa segundo a sua capacidade:

O envelhecimento e conservação do vinho são grandemente influenciados pelo tamanho da garrafa onde repousam, já que a evolução do vinho é tão mais lenta quanto maior for a garrafa. Aqui ficam algumas delas:

  • Split: 187,5cl.
  • Meia-garrafa: 375ml.
  • Garrafa convencional: 750ml
  • Magnum:1,5L.
  • Jeroboam: 3L.
  • Imperial: 4L.
  • Rehoboam: 4,8L.
  • Methuselah: 6,4L.
  • Salmanazar: 9,6L.
  • Balthazar: 12,8L.
  • Nebuchadnezzar: 16L.
  • Solomon: 18L.

Tipos de garrafa segundo a sua cor:

A cor da garrafa influencia a conservação e protecção do vinho em relação à luz solar. As cores mais utilizadas são verde, azul ou negro acastanhado. Os vinhos que se pretendem envelhecer, normalmente são embalados em garrafas de cores escuras, enquanto que os vinhos brancos novos são engarrafados em vidro transparente ou de cores claras.

 TAGS:Mumm Cordon Rouge JeroboamMumm Cordon Rouge Jeroboam

Mumm Cordon Rouge Jeroboam: Vinho espumante com Denominação de Origem Champagne. Castas: Pinot noir e Pinot meunier. Graduação alcoólica – 13º.

 

 

 TAGS:Pago de los Capellanes Crianza Magnum 2010Pago de los Capellanes Crianza Magnum 2010

Pago de los Capellanes Crianza Magnum 2010: Vinho tinto com Denominação de Origem Ribera del Duero. Castas: Cabernet sauvignon e Tempranillo de 2010. Graduação alcoólica – 13.49º.

 

 

 

 

Como mudou o consumo de vinho nos últimos anos

 TAGS:undefinedTal como o mercado gastronómico avança, também os consumidores se tornaram mais exigentes e o aumento do consumo de vinho não é excepção. Hoje fazemos um resumo sobre o consumo dos nossos dias.

Não qualquer vinho. Um excesso de informação nos últimos anos levou os novos, e os não tão novos, consumidores de vinho a aumentar o nível de exigência: qualidade e profissionalismo.

Novos consumidores. Uma das consequências do aparecimento das redes sociais e dos blogs foi o número de pessoas que passou a deixar-se guiar/informar pelas opiniões e comentários alheios. Normalmente consumidores dispostos a aprender, na sua maioria jovens. Ainda que as suas compras não sejam em grande quantidade, é um público que pede novas colheitas e Denominações de Origem menos conhecidas.

Onde compram o seu vinho. Segundo os estudos da SymphonyIRI, os consumidores já não compram apenas em adegas ou lojas especializadas. Uma grande maioria, em primeiro lugar procura e compra vinho de qualidade em supermercados e hipermercados, e em segundo lugar em sítios especializados como as cooperativas, por exemplo. A compra de vinho online, também aumentou, evidentemente.

Onde consomem o seu vinho. Os sítios onde os “novos” consumidores bebem vinho, também mudou. Não só em restaurante, o hábito ampliou-se, ou voltou: às tascas, às pequenas e médias adegas urbanas e aos bares com organização de provas de vinhos e gastronomia. Os marketplace de vinhos, também passaram a fazer parte desta lista.

 

 TAGS:Porca de Murça 2013Porca de Murça 2013

Porca de Murça 2013: um vinho tinto com D.O. Douro cujo coupage contém tinta roriz e touriga nacional de 2013 e tem um volume de álcool de 13º.

 

 

 TAGS:Quinta do Vale Bragão Colheita Branco 2014Quinta do Vale Bragão Colheita Branco 2014

Quinta do Vale Bragão Colheita Branco 2014: um vinho branco com D.O. Douro elaborado com uvas de 2014 e 13º de álcool en volume.

 

 

Na Espanha, gasta-se menos e bebe-se mais

 TAGS:Em 2012, os lares espanhóis tomaram mais vinho. Por outro lado, reduziram os gastos neste tipo de compras. Agora compram vinhos baratos económicos, e consomem 0,2% mais a comparar com o ano anterior.

Vimos opções de vinhos baratos que fazem sucesso no mercado espanhol graças a este novo comportamento dos consumidores.

Os gastos de compras de vinho diminuíram 2,6% — 2,36 euros por litro. Caíram os preços de vinhos com denominação de origem tranquilos e espumantes. Houve um incremento no consumo de vinhos tranquilos sem denominação de origem economicamente acessíveis disponíveis na Espanha.

O consumo de vinho subiu a 434, 3 milhões de litros em 2012. É uma quantidade considerável! Onde mais se consume vinho e mais se gasta em alimentação é na Catalunha

Recomendamos alguns dos vinhos com denominação de origem mais populares e económicos no Uvinum.

 TAGS:Enate Cabernet Sauvignon - Merlot 2007Enate Cabernet Sauvignon – Merlot 2007

Um clássico Somontano

 

 

 TAGS:Néctar Pedro XiménezNéctar Pedro Ximénez

Um clássico Xeréz