Etiqueta: cerveja

O que se bebia na época de Shakespeare?

 TAGS:undefinedQuatrocentos anos após a última obra de Shakespeare, vamos ver quais são as bebidas mencionadas nas suas peças de teatro, e quais as que provavelmente utilizaram os seus amigos para brindar os êxitos.

Cada uma das suas obras possui aproximadamente 38 referências de bebidas alcoólicas. A escolha da bebida de uma determinada personagem, representa também a sua posição social e personalidade, assim como deixa entrever quais os hábitos de uma dada época e de uma dada faixa etária. Mas esta é uma vasta área de estudo, que diz respeito à literatura…
O chá e o café ainda não tinham chegado à Grã-Bretanha e a água era um verdadeiro risco para a saúde, razões pelo qual, as bebidas alcoólicas eram a opção mais frequente.

Estas eram as bebidas mais habituais:

Ale e cerveja
A Ale era uma bebida tradicional de sabor suave, muito popular e conhecida como fonte de vitaminas. Uma bebida de pobres e ricos, sem barreiras sociais.
Entretanto, na Holanda, a cerveja era uma novidade à qual se adicionou lúpulo, o que, inicialmente, foi visto como uma adulteração e pouco a pouco se apoderou de Inglaterra. Nesta época, a cerveja era relativamente doce e frutada.

Aqua vitae
Refere-se à maioria das bebidas alcoólicas daquela época, pelo qual poderiam nela incluir-se bebidas semelhantes ao brandy e ao whisky. Shakespeare menciona seis vezes a aqua vitae, e descreve-a como sendo uma bebida reconstituinte ou terapêutica, ao contrário do vinho ou da cerveja. Em Romeu e Julieta, a Ama pede-a por duas vezes: quando se explica a morte de Teobaldo e o desterro de Romeu, e quando acredita que Julieta morreu na sua cama.

Clarete
Naquela época era una bebida muito mais leve e mais próxima do cor-de-rosa que do vermelho Bordeaux. Shakespeare confere-lhe uma qualidade simbólica, grandemente sentida naquela altura. Durante o séc.XII, Bordeaux e a zona da Gasconha converteram-se em território inglês como consequência da união de Henrique II e Leonor da Aquitânia. Os vinhos de Bordeaux foram enviados em grandes quantidades para Inglaterra, porém, no final da Guerra dos Cem Anos, a Gasconha foi recuperada pelos franceses e a disponibilidade do clarete diminuiu notavelmente. É bom lembrar que, na Inglaterra de Shakespeare, o vinho era um bem não acessível para todos. Como produto importado, de avaliação 12 vezes superior à da cerveja ou dos refrescos, apenas estava ao alcance da monarquia.

Sherry sack
Hoje seria definido como vinho aromático, converteu-se num termo utilizado para denominar uma série de vinhos semelhantes ao do Xerez, alguns deles fortificados, outros doces, Sherry sack, foi o nome mais conhecido. Existem várias referências associadas à personagem de Falstaff a saborear Sherry sack e pedindo mais.

Metheglin
Una bebida alcoólica de origem galesa, fermentada a partir do mel . Era um hidromel feito com especiarias e usada como tónico, que apenas os mais ricos podiam conseguir. Aparece em duas obras de Shakespeare: Trabalhos de amor perdidos e As alegres comadres de Windsor. Ainda que hoje não seja produzida para distribuição comercial, há um certo interesse em voltar a elaborar esta bebida.

Moscatel
Saboroso e doce, elaborado com uva moscatel, esta é a bebida de Petruchio, na peça de teatro – A Fera Amansada. Na época, o termo moscatel era geralmente utilizado para se referir aos vinhos gregos, a maioria deles vindos de Creta ou Zante.

Posset
Actualmente chama-se Posset a uma sobremesa cremosa e espessa, normalmente com sabor de limão, Mas na época isabelina, esta era uma bebida de leite quente, coalhada com ale ou vinho , geralmente com sabor a especiarias e provavelmente açúcar. Lady Macbeth adormece os guardas da zona privada do Rei Duncan, precisamente com um posset envenenado.

 TAGS:Palo Cortado PenínsulaPalo Cortado Península

Palo Cortado Península

 

 

 TAGS:Rey Fernando de Castilla Oloroso Antique 50clRey Fernando de Castilla Oloroso Antique 50cl

Rey Fernando de Castilla Oloroso Antique 50cl

 

Quem bebe vinho ou cerveja, come melhor

 TAGS:undefinedSegundo um estudo da Universidade Miguel Hernández (UMH) em Elche, os estudantes que bebem cerveja e vinho, moderadamente, habitualmente consomem maior quantidade de peixe, frutas e hortaliças, ingredientes que fazem parte da dieta mediterrânica e considerados base de uma alimentação saudável.

Por outro lado, os jovens abstémios inquiridos (mais de 1000 entre 17 e 35 anos de idade), admitiram consumir uma menor quantidade de peixe, fruta e hortaliça e o dobro de carne, tal como indicaram também os inquéritos efectuados a consumidores de vários tipos de álcool, quando comparados com os bebedores moderados de cerveja e vinho.

Segundo estes resultados, 18,9% dos participantes tomava apenas vinho ou cerveja de forma moderada, 19,5% não bebia álcool e 61,6% consumia diversos tipos de álcool, incluindo bebidas de elevado teor alcoólico.

O consumo médio de álcool atingiu 4,3g diários, um valor possível de considerar entre baixo a moderado, já que é inferior a 11,8g/dia, o valor resultante do inquérito de 2011/2012, elaborado pela Pesquisa Nacional de Saúde a indivíduos da mesma idade adulta.
No entanto, os investigadores reconhecem a controvérsia existente na comunidade cientifica internacional sobre a recomendação de consumo de álcool, ainda que consumido moderadamente, devido aos efeitos negativos resultado de um consumo excessivo.

Os resultados do trabalho realizado pela UMH, demonstram principalmente a importância de estudar simultaneamente alimentação e consumo de álcool, quando o objecto de estudo são os efeitos do álcool no organismo. O que também nos recorda que a dieta mediterrânica inclui a presença de vinho nas refeições. Sempre moderadamente, é claro.

 TAGS:Quinta do Portal Grand Reserva 2011Quinta do Portal Grand Reserva 2011

Quinta do Portal Grand Reserva 2011: um vinhos tinto com D.O. Douro está elaborado com uvas de 2011 e com 13º de teor de álcool.

 

 

 TAGS:Herdade das Servas Touriga Nacional 2008Herdade das Servas Touriga Nacional 2008

Herdade das Servas Touriga Nacional 2008: um vinhos tinto Alentejo com os mejores cachos de touriga nacional de 2008 e com 14.5º de teor de álcool.

Em questão de saúde: vinho ou cerveja?

 TAGS:undefinedSe alguma vez pensaste em qual seria a bebida mais adequada para a saúde, e gostas tanto de cerveja como de vinho, hoje podes esclarecer algumas dúvidas graças à curiosidade e persistência de alguns investigadores.

Mack Mitchell, membro do Centro Médico da Universidade Texas Southwestern, levou a cabo um estudo, recentemente dado a conhecer. Mitchell pediu a um grupo de 15 homens que tomassem determinadas bebidas em diferentes dias, sendo o conteúdo alcoólico proporcional ao peso corporal de cada um dos participantes e sendo consumido ao mesmo ritmo durante 20 minutos. Os resultados revelaram alguns dados interessantes:

  • O vinho circula mais depressa do que a cerveja: A análise do estudo permitiu observar que os licores entraram na corrente sanguínea mais rapidamente do que outras bebidas, seguiu-se o vinho, 54 minutos mais tarde, e finalmente a cerveja, que demorou 62 minutos.
  • Aumentar de peso: Os técnicos responsáveis pelo estudo avaliaram vários trabalhos sobre o consumo de álcool e a sua relação com o aumento de peso e concluíram que, consumir álcool moderadamente não varia grandemente o peso. No entanto, o período de avaliação deste ponto foi apenas de 10 semanas, o que significa que os dados se consideram insuficientes.
  • Ressaca: Em relação a ressacas, os investigadores não chegaram a nenhuma conclusão. São moléculas, as responsáveis pelo sabor e aroma de cada bebida e também pelo “efeito ressaca” ; a dor de cabeça e enjoo… Hoje em dia , considera-se que as bebidas escuras apresentam uma maior concentração destas moléculas, mas na verdade ainda não existem dados mais específicos.
  • Cerveja ou vinho para a saúde: Os polifenóis estão presentes, em elevada quantidade, no vinho tinto e possuem efeitos benéficos sobre a saúde cardiovascular, enquanto que os polifenóis da cerveja estão presentes em menor quantidade, à semelhança do vinho branco. Ambas as opções são saudáveis se forem consumidas com moderação, evidentemente, mas o vinho tinto continua a ser o Rei dos polifenóis!

 TAGS:Suserano Reserva 2012Suserano Reserva 2012

Suserano Reserva 2012: um vinhos tinto Alentejo com um coupage a base de uvas de 2012 e 14º de grau alcoólico.

 

 

 TAGS:Carm cm 2011Carm cm 2011

Carm cm 2011: Douro com uvas 2011. no Uvinum Os utilizadores classificaram o Carm cm 2011 com uma nota media de 5 pontos sobre 5.

 

 

Geração Y, decisiva no incremento de vendas de vinho

 TAGS:undefinedA geração Y é um público jovem, com hábitos de consumo diferentes em relação a bebidas e quando comparada com gerações anteriores. Segundo as tendências de consumo, a Y prefere vinhos e licores à cerveja.

Os índices de consumo entre os 21 e os 26 anos de idade, em comparação com aqueles que se encontram entre os 27 e os 36 anos, demonstra que 28% da faixa etária mais jovem afirma beber vinho diariamente, contra 19% dos mais velhos desta geração. O fenómeno começa a influenciar a industria do vinho em vários aspectos, incluindo o packaging, que se adapta a este tipo de procura e mesmo o modo como se compra vinho.

Na Inglaterra, por exemplo, as vendas de vinho online aumentaram 3 vezes mais rápido do que as vendas tradicionais. O facto é que o último relatório trimestral de Vinho da Rabobank , demonstra que o comércio electrónico é quem incentiva praticamente todo o crescimento das vendas de vinho a retalho.

Mais vinho, menos cerveja

A geração Y prefere beber vinho e esta tendência, segundo um relatório recente de Morgan Stanley, começa a gerar uma certa preocupação em grandes empresas como a Anheuser-Busch, a MillerCoors e a Heineken.

“A tendência geral de consumo de cerveja continua a ser fraca e parece ser que os jovens, cada vez mais, recorrem a outras bebidas alcoólicas”, afirmam os analistas.
Entre aqueles que bebem cerveja, as preferências vão para a cerveja artesanal. Recentemente, o Wall Street Journal publicou um estudo que contabilizou 44% de consumidores de cerveja, entre 21 e 27 anos, que nunca provaram a marca Budweiser.

Para ter uma noção sobre o decréscimo do consumo de cerveja, comparando os valores da marca antes mencionada, em 1988 venderam-se 50 milhões de barris de cerveja, actualmente o valor é de 16 milhões de barris.

No entanto, as empresas produtoras de cerveja estão a trabalhar em novos produtos e estratégias com o objectivo de atrair os clientes mais jovens. A Anheuser-Busch, por exemplo, lançou o Bud Light Ritas, com sabor a Margarita e os Bud Light Mixxtails, versões novas de cocktails clássicos como o Furacão ou o Long Island Iced Tea.

 

 TAGS:Vila Flor Reserva 2011Vila Flor Reserva 2011

Vila Flor Reserva 2011

 

 

 TAGS:Pêra-Manca 2008Pêra-Manca 2008

Pêra-Manca 2008

 

 

Trabalho e stress, quais os alimentos a ser consumidos?

 TAGS:undefined

A alimentação, líquida e sólida deve ser a base para encontrar a estabilidade que necessitamos. Sabias que determinados alimentos ajudam a combater situações de stress?

Fica a conhece-los:

Vegetais verdes

Este tipo de verduras possui vitaminas que necessitamos ingerir para ter energia diária. Os espinafres, por exemplo, aumentam o nível de Ferro e fortalecem as defesas do nosso organismo. Para combater o stress recomenda-se; as vitaminas A, B e C e alguns minerais como o potássio, magnésio e fósforo, que ajudam a reduzir as hormonas do stress.

Vinho

Existem inúmeros estudos que afirmam que o consumo de dois copos de vinho tinto por dia reduzem as alterações nervosas e oferecem bem-estar. Começa esta nova época com vinho, para além de ser um prazer incomparável, beneficia a tua saúde e sobretudo o teu coração.

Cerveja

Cada vez são mais as virtudes atribuídas à cerveja: os seus minerais, o aporte de energia e benefícios para a pele, redução de stress.

Um estudo efectuado na América do Sul, demonstrou, em roedores, que o consumo moderado de cerveja reduziu bastante o stress dos animais. Deixa a cerveja chegar à tua vida e afasta o stress!

Peixe azul

O peixe azul traz imensos benefícios à nossa saúde. Graças aos ácidos gordos ómega3, a serotonina aumenta, e este é o neurotransmissor responsável pelo equilíbrio do stress e da hormona adrenalina. É recomendável consumir peixe azul três vezes por semana.

Chocolate negro

Sucede algo semelhante no consumo de chocolate negro. Combinado com o vinho tinto, a explosão de sabores e benefícios pode ser ilimitada : )

 TAGS:Viña Ardanza Reserva 2007Viña Ardanza Reserva 2007

Viña Ardanza Reserva 2007: um vinhos tinto da D.O. Rioja com Os mejores cachos de tempranillo e garnacha da colheita 2007 e 13.5º de grau alcoólico. 

 

 

 TAGS:El Molar 2013El Molar 2013

El Molar 2013: Jumilla das adegas Propiedad Vitícola Casa Castillo com garnacha de 2013 e com 14º de teor de álcool. 

 

 

10 benefícios da cerveja

 TAGS:undefinedJá há muito que se conhecem os benefícios do vinho sobre a saúde mas agora ele tem concorrência: a cerveja, que começa a erguer-se como outra das bebidas com várias vantagens sobre o nosso organismo de modo geral. Hoje descrevemos 10 delas:

  1. Boa para o coração: Um número considerável de estudos, conclui que o consumo, sempre moderado, de cerveja diminui as doenças cardiovasculares em 30%. 
  2. Contra a artrite: Os estudos efectuados com cerveja informam que as mulheres que consumiam níveis moderados de cerveja eram menos propensas a desenvolver artrite reumatóide em 22%.
  3. Estimula o cérebro: Uma cerveja por dia ajuda a reduzir o aparecimento de algumas doenças relacionadas com a memória.
  4. Rica em potássio: Por essa razão tem efeito diurético.
  5. Diminui a tensão: Bebendo cerveja com moderação existem menos possibilidades, a longo prazo, de ter a tensão arterial alta.
  6. Vitamina B: Fornece doses elevadas de vitamina B, o que é vantajoso a vários níveis, como por exemplo na regeneração de células.
  7. Útil para os ossos: Tal como o magnésio e o fósforo, outros minerais presentes na cerveja, ajudam a prevenir doenças relacionadas com os ossos.
  8. Antioxidante: Fornece antioxidantes naturais o que a torna útil no processo de atrasar o envelhecimento da pele.
  9. Não engorda: Ao contrário do que se costuma dizer, a cerveja, consumida com moderação, não é responsável pelo aumento de peso. Esta foi a conclusão de um estudo realizado pela Universidade de Londres com cerca de 2.000 consumidores de cerveja.
  10. Extremamente hidratante: Proporciona maior hidratação que qualquer tipo de refrescos, para além de que contém muito menos quantidade de açúcar.

De modo que já sabes, bebe cerveja! : ) Sempre com moderação, isso sim.

Hoje recomendamos:

 TAGS:Delirium TremensDelirium Tremens

Delirium Tremens, cremosa, com corpo e sabor suave

 

 

 TAGS:Innis & Gunn OriginalInnis & Gunn Original

Innis & Gunn Original, a cerveja escocesa mais vendida

 

As melhores bebidas para jantares de verao

 -

Praia, campo ou cidade… não importa aonde você for durante as férias, e sim estar em boa companhia e comer bem. Com certeza, você organizará um jantar durante o verão e alem de não poder faltar, as bebidas são essenciais.

Muitas bebidas são escolhidas ao gosto do consumidor, mas é importante lembrar que se vamos a receber convidados em casa a variedade deve ser um ponto forte em nossas jantas. No verão, bebidas frescas sempre encaixam.

Para o aperitivo podemos nos deleitar com um martíni fresco. Não podemos esquecer te abastecer a geladeira com gelo e em boas quantidades.

Recomendamos vinhos brancos e rosados, especialmente se o menu inclui peixe e saladas. Os branco serão mais suaves e afrutados e os rosados ligeiramente doces e com caráter especiado. São esses vinhos que nos deixarão com um gosto de “queiro mais” no fim da janta.

A cerveja gelada é rainha de verão. Ainda que o vinho coroe o jantar, a cerveja sempre é uma alternativa plausível. E combina com qualquer tipo de refeição. A cerveja do verão é a loira o que quer dizer que Lager e algumas especialidades de Pale Ale definitivamente não encaixarão no nosso cardápio de verão.

Si a sua janta e de caráter informal com os amigos habituais, a sangria é uma boa opção, não durante toda a noite, mas antes ou depois da janta e sempre em pequenas doses.

Nas festas na praia (sim aquelas que se vão até o amanhecer), a caipirinha é uma primeira escolha. Pode ser feita na hora, ainda que se a preguiça bater mais forte, podemos optar por comprar algumas marcas, como a caipirinha capoeira, doce e perfeita para transportar confortavelmente para qualquer lugar.

Para a hora da sobremesa, os licores de ervas ajudam na digestão da janta. Nós recomendamos Limoncello, meloncello e aranciello, mais suaves e totalmente digestivos.