Etiqueta: alimentos

10 alimentos que afinal não são prejudiciais

 TAGS:undefinedA nutricionista e autora Sarah Flower revelou informação sobre vários alimentos que até agora pensávamos serem prejudiciais para a saúde e insistiu na ideia de que devemos incluí-los na nossa alimentação.

Ao contrário da má fama que ganharam o café, os ovos, o óleo de coco e o leite gordo, parece que trazem alguns benefícios para a saúde.

Segundo esta nutricionista: o leite gordo contém mais nutrientes que o leite meio-gordo ou desnatado; os ovos ao pequeno-almoço constituem um alimento importante para as pessoas que pretendem perder peso; as pipocas são baixas em calorias; as batatas contêm vitamina C, B6, potássio, cálcio, fósforo e zinco; beber café, moderadamente, melhora a actividade do nosso cérebro, ajuda a perder peso e melhora o rendimento.

Sarah Flower referiu ”disseram-nos durante anos que a gordura era má para a saúde, que os ovos não são um alimento saudável e, por outro lado, sugeriram-nos uma série de alimentos refinados e processados. Chegou a altura de começar a saborear comida autêntica: ovos, leite gordo, manteiga, queijo, manteiga de amendoim… Todos são bons se seguirmos a regra de os comer no seu estado puro”.

“Não são os alimentos que nos prejudicam, são os processos de refinamento a que os sujeitam. Devemos mudar a nossa forma de pensar, não ter em conta o alto ou baixo teor de gorduras e a quantidade de calorias e optar por uma alimentação rica em cereais integrais”.

Seguindo as recomendações desta nutricionista, apresentamos 10 alimentos com benefícios para a saúde:

  1. Café: O consumo excessivo de café pode alterar o sistema nervoso, produzir gases e ter um efeito laxante, porém, consumido moderadamente pode melhorar o nosso rendimento cerebral, ajudar a perder peso e a diminuir o risco de padecer doenças como o Alzheimer e a demência.
  2. Batatas: São ricas em amido, que se converte em glucose e pode aumentar o nível de açúcar no sangue. No entanto, também são ricas em nutrientes. Uma batata média pode fornecer 50% da necessidade diária de vitamina C, 30% de B6 e 25% de potássio. Também contém magnésio, vitamina B e zinco.
  3. Ovos: Desde há muito que se evitam, sobretudo pelo risco da salmonela e pelo alto teor de gordura, porém, as suas proteínas são importantes na alimentação e a sensação de fome desaparece.
  4. Manteiga de amendoim: Contém proteínas, magnésio, vitamina E, antioxidantes, potássio e fibra, mas o seu alto teor de gordura, provocou uma certa tendência para a evitar.
  5. Feijão de lata: O líquido da conserva pode ter uma alta quantidade de sódio, pelo qual as etiquetas devem ser lidas atentamente, no entanto são uma fonte de proteína e fibra.
  6. Pipocas: As pipocas caseiras, para além de deliciosas são também baixas em calorias, já aquelas que são processadas para micro-ondas têm açúcar e outros componentes.
  7. Leite gordo: Segunda a nutricionista , o leite gordo possui vários nutrientes que não se encontram nos outros tipo de leite e gera grande sensação de saciedade.
  8. Iogurte: O iogurte com baixo teor de gordura, o iogurte natural e o iogurte grego são excelentes opções, ricas em probióticos.
  9. Sal: Evidentemente, que é recomendável evitar o excesso de sal, bem presente nos alimentos processados. Quando cozinhamos em casa este consumo reduz-se e se for substituído pelo sal dos Himalaias, podemos beneficiar as propriedades de 84 minerais.
  10. Óleo de coco: Sim é uma gordura saturada, mas também estimula o sistema imunológico e contribui para perder peso.

A nossa recomendação: Bebe vinho com moderação, mantém una actividade física constante e ganha em qualidade de vida!

 

 TAGS:Seis Quintas Martue Reserva 2011Seis Quintas Martue Reserva 2011

Seis Quintas Martue Reserva 2011: um vinhos tinto de D.O. Douro está elaborado com uvas de 2011 e 14º de teor de álcool.

 

 

 TAGS:Duorum 2013Duorum 2013

Duorum 2013: um vinhos tinto com D.O. Douro cujo coupage contém tinta roriz e touriga nacional de 2013 e com um grau alcoólico de 13,5º. 

 

 

*Photo: Zach Inglis (flickr)

Trabalho e stress, quais os alimentos a ser consumidos?

 TAGS:undefined

A alimentação, líquida e sólida deve ser a base para encontrar a estabilidade que necessitamos. Sabias que determinados alimentos ajudam a combater situações de stress?

Fica a conhece-los:

Vegetais verdes

Este tipo de verduras possui vitaminas que necessitamos ingerir para ter energia diária. Os espinafres, por exemplo, aumentam o nível de Ferro e fortalecem as defesas do nosso organismo. Para combater o stress recomenda-se; as vitaminas A, B e C e alguns minerais como o potássio, magnésio e fósforo, que ajudam a reduzir as hormonas do stress.

Vinho

Existem inúmeros estudos que afirmam que o consumo de dois copos de vinho tinto por dia reduzem as alterações nervosas e oferecem bem-estar. Começa esta nova época com vinho, para além de ser um prazer incomparável, beneficia a tua saúde e sobretudo o teu coração.

Cerveja

Cada vez são mais as virtudes atribuídas à cerveja: os seus minerais, o aporte de energia e benefícios para a pele, redução de stress.

Um estudo efectuado na América do Sul, demonstrou, em roedores, que o consumo moderado de cerveja reduziu bastante o stress dos animais. Deixa a cerveja chegar à tua vida e afasta o stress!

Peixe azul

O peixe azul traz imensos benefícios à nossa saúde. Graças aos ácidos gordos ómega3, a serotonina aumenta, e este é o neurotransmissor responsável pelo equilíbrio do stress e da hormona adrenalina. É recomendável consumir peixe azul três vezes por semana.

Chocolate negro

Sucede algo semelhante no consumo de chocolate negro. Combinado com o vinho tinto, a explosão de sabores e benefícios pode ser ilimitada : )

 TAGS:Viña Ardanza Reserva 2007Viña Ardanza Reserva 2007

Viña Ardanza Reserva 2007: um vinhos tinto da D.O. Rioja com Os mejores cachos de tempranillo e garnacha da colheita 2007 e 13.5º de grau alcoólico. 

 

 

 TAGS:El Molar 2013El Molar 2013

El Molar 2013: Jumilla das adegas Propiedad Vitícola Casa Castillo com garnacha de 2013 e com 14º de teor de álcool.